• Literatura

    Desenhador de palavras: Florbela Espanca

    O amor é ser alma, sangue e vida. Pelo menos, era assim para a poetisa que conhecemos como Florbela Espanca. Quem fala desta poetisa raramente dá a noção de que ela não é do século passado, mas sim do anterior. Nunca parece que foi assim há tanto tempo. Mas foi a 8 de dezembro de 1894 que nasceu, em Vila Viçosa, batizada como Flor Bela Lobo. Florbela mostrou interesse pela escrita desde cedo. Sem mãe desde pequena, aos dez anos, num poema de parabéns ao “querido papá da sua alma”, escreveu que a “mamã” cuida dela e do mano “mas se tu morreres/ somos três desgraçados”. E este não foi…