• Opinião

    Diga não à Internet e diga sim ao Facebook!

    Já tinha revelado em crónicas passadas a minha paixão por estatística. Hoje deparei-me com um magnum opus do género. Só para fazer um pequeno enquadramento: no mundo da ciência, um estudo nunca chega; no da ciência social, muito menos. Para evitarmos ficar com uma gelatina de incerteza é necessário alicerçar um estudo com outros estudos. E este é exatamente o caso: uma nova investigação, promovida pelo site Quartz, reforça a tese de um estudo de 2012 do thinktank LIRNESIA: as pessoas do sudeste asiático (Tailândia, Indonésia, Filipinas e Myanmar) têm mais tendência para se declarar utilizadores do Facebook do que utilizadores da Internet. Helani Galpay, líder da investigação, pensou que…