• Made In ESCS

    Memórias Soltas

    Em Portugal, existem cerca de 150 mil pessoas que são diagnosticadas com demência. Perda de memória, desorientação, dificuldade na fala e na realização de algumas tarefas diárias são alguns dos sintomas percetíveis desta doença. Nesta reportagem, conhecemos a história de Olga. Com 102 anos, vive com esta doença há mais de 20. Atualmente num lar, já não sabe quem é e nem quem são as pessoas que a rodeia. Memórias Soltas é o título da reportagem que retrata a vida e a doença de Olga pela voz de quem ainda se lembra. Uma reportagem de Ana Rita Santos, Madalena Costa, Fabiana Gouveia e Rafael Raimundo realizada no âmbito da unidade…

  • Media

    Web Summit: A tecnologia aplicada à humanidade

    A tarde do 3º dia da Web Summit, a maior conferência europeia de tecnologia e empreendedorismo, foi marcada por uma diversidade de temas como a inteligência artificial, a cibersegurança e o sexismo na tecnologia.   “The Future of Work: Enabling Human Connection – O futuro do trabalho: possibilitar a conexão humana” O grande destaque neste painel foi o papel da Slack, que facilita a comunicação dentro da empresa, na mudança do paradigma das interações empresariais – a plataforma tem como alguns dos seus principais utilizadores, a Nasa e o Ebay. Stewart Butterfield, o cofundador e CEO da plataforma, afirma que a Slack possibilita criar uma maior empatia e intimidade entre os funcionários…

  • Made In ESCS

    O lado B do Arraial Escsito

    No passado dia 14 de outubro realizou-se, no campus do IPL, em Benfica, a XIV edição do arraial da Escola Superior de Comunicação Social, mais conhecido como o Arraial Escsito. A ESCS MAGAZINE teve o prazer de fazer a cobertura do evento em que convergem várias sinergias da nossa faculdade. Apresentamos no podcast que se segue a versão não censurada ou, como os autores gostam de referir, – o lado B do arraial. [wp_biographia user=”goncalodiasmartins”] [wp_biographia user=”luiscarvalho”]

  • Desporto

    Ceder para Vencer

    Cheio de orgulho mas ao mesmo tempo cheio de timidez. Contente mas sempre com a dúvida de que poderia ter mais e chegar mais longe. Emocionado por contar a história, acabou por ir buscar as medalhas ao quarto e trouxe-as para a sala onde as pôs em cima do sofá. Exibidas à luz do dia pareciam muito mais brilhantes do que o normal. Aquelas medalhas são a vida dele, significam o esforço e a dedicação que teve durante estes anos todos. Sentou-se ao lado delas e começou a organizá-las, como se cada uma representasse algo diferente: no fim, levantou-se do sofá, olhou para as medalhas e emocionou-se. Uma arte tão…

  • Grande Reportagem

    “Silêncio que se vai falar de artistas”

    Maria Candal, Linita Marques ou Pedro Machado até podem ser nomes que, atualmente, pouco ou nada dizem a quem deles ouve falar, mas são nomes que já fizeram história. Nos dias de hoje, os três vão percorrendo os corredores daquela que é agora a sua casa, a Casa do Artista, partilhando memórias e contando histórias. [cycloneslider id=”casadosartistas1″] Confortavelmente sentada num dos sofás que embelezam a chamada sala de visitas da Casa do Artista, repleta de quadros e fotografias de várias figuras ilustres da sua época, Maria Candal conta mais uma vez a sua história. Nascida em Candal, cidade que deu origem ao seu nome artístico, Maria era conhecida pela sua…

  • Grande Reportagem

    Inovar: a palavra de ordem no regresso de Isaltino a Oeiras

    Para a maioria das pessoas, Oeiras constitui um importante polo económico, talvez por acolher o TAGUSPARK. Para outras, é o segundo concelho com maior poder de compra e a maior concentração de população que completou o Ensino Superior. A verdade é que o Sillicon Valley europeu foi palco de uma das campanhas eleitorais mais controversas dos últimos anos e a ESCS MAGAZINE não poderia deixar de analisar o nascimento, a evolução e a vitória do movimento independente Isaltino – Inovar Oeiras de Volta (IN-OV).   A controvérsia da candidatura Termos como fraude fiscal, abuso de poder, corrupção passiva ou branqueamento de capitais não são estranhos para os oeirenses. Em 2009,…

  • Literatura

    Uma porta que se abre diariamente para a leitura

    Com o lema “levar, doar, ler e devolver”, esta cabine telefónica peculiar que se pode encontrar ao caminhar pela Praça de Londres, constitui uma iniciativa do Movimento dos Comerciantes da Avenida Guerra Junqueiro, Praça de Londres e Avenida de Roma, contando também com o apoio da PT. Sem multas ou prazos, o objetivo deste projeto é simples: fomentar a cidadania ao demonstrar aos cidadãos e às cidadãs que podem usufruir livremente dos livros (que eles mesmos devem entregar na mini-biblioteca para que esta seja sustentável). A Raquel Oliveira foi conhecer esta cabine que começou com 100 livros e, hoje, cresce a olhos vistos!

  • Capital

    Alfama de quem lá mora e de quem lá passa

    Alfama é o mais antigo e um dos mais típicos bairros de Lisboa. Foi um dos bairros que sobreviveu ao Terramoto de 1775, e nele conviveram judeus, cristãos e muçulmanos. Foi também casa de muitos marinheiros. Hoje é a casa de quem lá nasceu e cresceu, de quem a escolheu como morada e das centenas que a visita todos os dias. [wp_biographia user=”teresalopes”] [wp_biographia user=”deborateixeira”]