• Capital

    A bela sardinha do Rossio

    Quando se pensa em sardinhas, pensa-se em sol, santos populares, amigos e, de há cinco meses para cá, n’ “O Mundo fantástico da sardinha portuguesa”! Entre pastelarias, sapatarias, restaurantes e tabacarias, eis que surge no número 41 da Praça D. Pedro IV, uma loja nos tons de dourado e vermelho, com ar festivo. À porta, muitos são os portugueses e estrangeiros que observam desconfiados o interior antes de dar o primeiro passo. Recebidos com um sorriso por todos os funcionários, entram num mundo encantado onde a sardinha e o circo são os reis da festa. E porquê esta associação? Ana Luísa, uma das responsáveis da loja, explica que “o circo…

  • Opinião

    Não seja esquisito: largue a sardinha e coma o manjerico

    Eu nunca fiz campanha eleitoral pelas minhas práticas. Cada um toma as opções para a sua vida que considera melhores. Não sou vegan e não tenho nada contra vegans. O que eu contesto é aquele tipo de vegan que chama cruel a quem come carne e peixe e não vê mais nada à frente dos seus olhos do que o veganismo (e bem sabemos que as cenouras fazem bem aos olhos); aquele tipo de vegan que veste o seu cão com uma blusa de malha antes de sair à rua; aquele tipo de vegan que diz que somos omnívoros por opção (sim, eu escolhi nascer com caninos!). Imaginem que a…