• Opinião

    Pelo Outro é que Vamos

    O meu carro parado em frente ao mar de Carcavelos. Uma infusão de laranja e jasmim na base para copos. Pelo Sonho é que Vamos de Sebastião da Gama de um lado. Os meus blocos e o meu lápis do outro. Eu, como se distanciada deste ambiente que me envolve, observo o mar agitado numa destas noites frias. Este mar que me alegra e entristece. Alegra-me por ver nele não só um conjunto de moléculas de água salgada agitadas em constante movimento, como se dependessem da agitação para viver, mas também por ver no profundo azul, quase negro, uma metáfora com a vida: um mar imenso de sonhos e oportunidades…