• Opinião,  Secções

    Querido Pai Natal, por favor não me deixes ir a recurso

    Desde que comecei a estudar que me lembro de esperar ansiosamente pela chegada das melhores férias de sempre: as férias de Natal. Eram as primeiras férias depois de uns meses de estudo que tinham interrompido o meu fantástico Verão, e para além de ser uma óptima altura para descansar era também a altura de receber presentes e celebrar entre amigos ou família a noite mágica da passagem de ano. Eu era feliz, descontraída e principalmente livre de preocupações quando se aproximava a data de início das tão esperadas férias. Devia ter desconfiado de que as coisas boas não podiam durar para sempre. Quando cheguei ao ensino superior, rapidamente vi a…