• Opinião,  Secções

    Corrida às urn… bilheteiras

    No passado dia 4 de outubro os portugueses foram chamados às mesas de voto para eleger aquele que será o seu próximo primeiro-ministro. A coligação PSD/CDS saiu vitoriosa… mas pouco. Portugal à Frente ficou alguns passos atrás da maioria “grande e boa” que tanto pediu. Creio que é portanto evidente que o grande problema destas eleições foi de facto as filas. Se Portugal à Frente não tivesse ficado preso nas portas, poderia ter chegado uns minutinhos mais cedo e não teria ficado, naturalmente, posicionado na fila atrás da maioria absoluta. As filas revelaram-se um flagelo tão grande no ato eleitoral, que me arrisco a afirmar que a corrida às urnas…