Atualidade,  Informação

2016 com mais feriados e pontes

Augusto Santos Silva, o ministro dos Negócios Estrangeiros, disse esta terça-feira que os feriados religiosos serão repostos este ano, ao mesmo tempo que os feriados civis.

O ministro afirma que “Logo que a decisão sobre a reposição dos feriados civis esteja feita em Portugal, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, que é o organismo responsável, trocará, em nome do Estado português, com a Santa Sé, notas verbais que reporão os feriados religiosos em 2016. Portanto, os feriados religiosos serão repostos ao mesmo tempo que os feriados civis”

Recorde-se que este é um ano bissexto e que os portugueses terão 13 feriados em que cinco dos quais calham à segunda ou sexta-feira. Em Fevereiro assinala-se o Carnaval no dia 9, numa terça-feira, que se segue a quatro dias de lazer.

A Páscoa vai ser no dia 27 de março e a Sexta-Feira Santa, dois dias antes. No mês seguinte o feriado da Revolução de Abril, no dia 25, é numa segunda-feira, permitindo a ponte, apesar do feriado do 1º de Maio ser no domingo seguinte.

Em maio, o feriado do Corpo de Deus que irá ser reposto é numa quinta-feira, dia 26, o que possibilita outra ponte indireta.

Em junho, o dia 10, Dia de Portugal, Camões e das Comunidades, é a uma sexta-feira, permitindo uma pausa de três dias a antecipar o verão. Os lisboetas terão ainda um fim-de-semana maior, já que o feriado municipal de Santo António se celebra na segunda-feira seguinte.

No mês de agosto, o feriado de 15 de agosto, dia de Nossa Senhora da Assunção, calha numa segunda-feira.

Em outubro, se regressar como está previsto o feriado de 5 de outubro, que assinala a Implantação da República, será numa quarta-feira, o que possibilita uma pausa a meio da semana de trabalho ou uma nova ponte com a ajuda de dois dias de férias.

Em novembro, se o feriado de Todos os Santos também regressar, poderá haver outro fim-de-semana prolongado, uma vez que o dia 1 se assinala a uma terça-feira.

No último mês do ano, o dia de Natal calha num domingo. Contudo, poder-se-á contar com oito dias de férias, caso seja reposto o feriado da Restauração da Independência (1 de dezembro), que se juntará ao dia da Imaculada Conceição (8 de dezembro). Os dois feriados são a uma quinta-feira.

Este será um ano em que os portugueses poderão usufruir dos feriados e pontes, sobretudo devido à reposição dos feriados religiosos e civis que tinham sido retirados pela troika.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *