• Artes Visuais e Performativas

    Leonel Neves, «o senhor das artes e dos ofícios»

    Estamos numa quinta. O grande portão verde abre-se de forma quase automática, fazendo ecoar um som que se assemelha ao ranger dos dentes de uma criança. O espaço é amplo e frio, mas as paredes são preenchidas por pequenas prateleiras, encaixadas lado a lado, que suportam as imensas ferramentas. Ouve-se música clássica. No centro, a raiz de uma árvore transformada em escultura. Ao lado, um homem sentado numa cadeira de baloiço: é Leonel Neves, o artista da madeira, do ferro e da pedra. De sorriso difícil e filosofia complexa, Leonel movimenta-se na estrutura de ferro que o próprio criou há meses. Apresenta-se como «o senhor das artes e dos ofícios».…

  • Capital

    Novidades em Lisboa #1: o Saldanha está mais doce

    Cada dia que passa, a nossa Capital continua a surpreender-nos com a abertura de restaurantes, conceitos gastronómicos diferentes e com histórias muito especiais. Neste primeiro artigo da série “Novidades em Lisboa”, damos-te a conhecer uma das novas aquisições da cidade: Xic’’colate. Localizado no Saldanha e aberto há um mês e meio, o Xic’’olate é uma cafetaria que oferece produtos que diferem da pastelaria comum. De forma a fazer jus ao nome, a especialidade da casa é chocolate quente italiano, que tem vários sabores.  O de cannabis,  que traz vários curiosos à loja, é apenas feito com ervas que contêm sabor semelhante às ervas de cannabis, não tendo qualquer vestígio da…

  • Literatura

    Novidades editoriais de abril

    Olá! Sê muito bem-vindo à nova rubrica da secção de literatura. A partir de agora, todos os meses vão existir as novidades editorais onde te vou contar quais são os livros que vão sair, onde os podes comprar e em que dia vão ser lançados. Se queres ler um livro novo ou se queres oferecer um livro a alguém pode ser que eu te ajude com os livros que vão sair este mês. Boas leituras!

  • 7ª Arte

    Rosie, contigo aprendemos uma grande lição

    Em chinês, mah significa cavalo, mãe e um símbolo que transforma uma frase numa pergunta. Para Rosie Ming (Sandra Oh), uma jovem com um passado doloroso mas um futuro promissor, essa palavra significará mais que aquilo que poderemos imaginar. No Monstra, festival de animação de Lisboa que a tua Magazine acompanhou, esta longa-metragem teve o devido destaque. Queres entrar no universo da epifania poética desta pequena grande mulher connosco? Window Horses: The Poetic Persian Epiphany of Rosie Ming pode ser considerado um título demasiado extenso a priori; no entanto, quando assistimos à exibição desta criação da realizadora canadiana Ann Marie Fleming, compreendemos que as letras não são suficientemente esclarecedoras. Para…

  • Made In ESCS

    Os media e as questões de género: uma equação cujo resultado é calculado no presente

    “Nenhum destino biológico, psíquico, económico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado que qualificam de feminino. Só a mediação de outrem pode constituir um indivíduo como outro” – corria o ano de 1949 quando Simone de Beauvoir publicou O Segundo Sexo, livro onde se podia ler a passagem suprarreferida e a citação “Ninguém nasce mulher, torna-se mulher”. A autora que influenciou fortemente a segunda vaga feminista não sonharia que, em pleno século XXI, as suas palavras se fariam ouvir de modo tão forte no seminário “Comunicação, Media e Questões…