5 livros que vão ser adaptados a cinema em 2019

2019 acabou de começar, mas já parece ser um ano excelente para os amantes de literatura, que há tanto tempo ansiavam ver o seu livro preferido adaptado ao grande ecrã. Os atores já estão escolhidos e os filmes em fase final de produção, por isso deixamos-te uma seleção de adaptações que não podes mesmo perder:

O Pintassilgo

Escrito por Donna Tartt, o livro ganhou em 2014 o prémio Pulitzer, um dos galardões mais importantes a nível global. Considerado “uma obra-prima” pelo The Times, O Pintassilgo conta a história de um rapaz (Theo Deker) de 13 anos que vive em Nova Iorque com a mãe com quem tem uma relação de excelente proximidade. Contudo, sem nada o fazer prever, no dia em que visitam o Metropolitan Museum, a mãe morre num ataque terrorista ao qual, surpreendentemente, Theo resiste. Quando se muda para a casa de família de um amigo rico e ainda a enfrentar a dor da morte da mãe, Theo vai desenvolver uma obsessão por uma pintura que a progenitora lhe havia mostrado antes da sua morte, levando-o, em adulto, a uma carreira perigosa: a falsificação de obras de arte.

O livro tem 896 páginas e foi lançado em setembro de 2014, sendo alvo de grandes elogios. Já o filme, dirigido por John Crowley, tem data prevista de estreia para 24 de outubro de 2019 e conta com Ansel Elgort, Nicole Kidman e Luke Wilson nos papéis principais.

250x.jpg
Créditos: Editorial Presença
Fonte: Wook

Trailer do filme: Ainda não está disponível

A Mulher à Janela

Da autoria de A. J Finn, Uma Mulher à Janela ficou 26 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times. O livro centra-se na vida de uma personagem: Anna Fox. Anna não sai à rua há precisamente 10 meses, período em que vagueou pelos quartos da sua casa em Nova Iorque com um enorme medo de sair de casa. O que liga a mulher ao mundo real é uma janela por onde todos os dias observa a vida dos vizinhos. No momento em que a família Russell se muda para a casa em frente à sua, Anna sente logo uma ligação por eles, que a faz recordar da família perfeita que outrora teve, naquela mesma casa de onde os observava. Contudo, um dia, sem nada o fazer prever, um grito muda todas as ideias que Anna tinha da família e, através da janela, vê algo grave, que não era suposto ter sido visto. Com o passar do tempo, começa-se a questionar sobre aquilo a que assistiu, fazendo com que a linha entre a realidade e a imaginação se torne cada vez mais ténue.

O livro tem 488 páginas e foi lançado em março de 2018. Já o filme, com direção de Joe Wright, tem data prevista de estreia para outubro de 2019 e conta com Amy Adams no papel principal.

250x (1).jpg
Créditos: Editorial Presença
Fonte: Wook

Trailer do filme: Ainda não está disponível

O Despertar do Mundo

Escrito por Rhidian Brook, O Despertar do Mundo passa-se em Hamburgo, no ano de 1946, quando muitas pessoas vagueiam, sem abrigo, pelo território denominado “Zona de Ocupação Britânica”. O coronel Lewis Morgan, encarregado de supervisionar a desnazificação da cidade de Hamburgo, requisita uma casa perto do rio Elba para viver com a sua mulher ainda em luto pela morte dos filhos do casal na guerra, de quem ele esteve afastado durante mais de um ano. Contudo, ao contrário do que seria de esperar, o coronel não forçou os antigos proprietários a sair da casa, pelo contrário: insistiu para que as duas famílias residissem no mesmo espaço. Esta ação cria, mais tarde, conflitos e lutas, que se intensificam por razões políticas e fazem com que a reconciliação esteja longe, mas cada vez mais precisa.

Para o The Independent, a obra está “belamente escrito”, refletindo sobre questões como “moral, culpa e perdão”. O livro foi lançado em setembro de 2014. O filme, dirigido por James Kent, contará com Kiera Knightly e Alexander Skasgard nos papéis principais.

250x.jpg
Créditos: Edições ASA
Fonte: Wook

Trailer do filme: Ainda não está disponível

Where’d You Go, Bernadette

Da autoria de Maria Semple, o livro conta a história de uma mulher, Bernadette Fox, que é arquiteta e que desaparece misteriosamente depois de a filha propor uma viagem à Antártida. Com um marido carinhoso e uma filha brilhante, nada faria suspeitar este acontecimento. Após o seu desaparecimento, a filha de 15 anos (Bee Branch) reúne correspondência relacionada com Bernadette para perceber, realmente, o que aconteceu.

O livro foi publicado em 2012 e conta com 304 páginas, sendo considerado um heedless pleasure por Jonathan Franzen, autor de Freedom. Já o filme terá a produção de Nina Jacobson, Brad Simpson e Ginger Sledge, contando com Cate Blanchett no papel principal.

Trailer do filme:  https://www.youtube.com/watch?v=Em1onUCArxs

Five Feet Apart

Da autoria de Rachel Lippincott, Five Feet Apart conta a história de dois adolescentes (Stella Grant e Will Newman) que se apaixonam. Contudo, não podem viver uma história de amor igual à de outros casais adolescentes porque têm ambos doenças graves. O problema nos pulmões de Stella faz com que ela não se possa aproximar mais de 1 metro e meio de Will. No momento em que a rapariga precisa de se manter afastada de qualquer situação que lhe possa trazer uma infeção pulmonar, comprometendo o seu transplante aos pulmões, aparece Will, um rapaz prestes a completar 18 anos, que sai do hospital para ir conhecer o mundo. Stella sabe o risco que corre, mas será isso razão suficiente para se manter afastada de Will?

O livro foi publicado em novembro de 2018 e desde então tem recebido inúmeras críticas positivas. Já o filme tem data prevista de estreia para 21 de março de 2019 e contará com a direção de Justin Baldoni, tendo Cole Sprouse e Hayley Lu Richardson nos papéis principais.

81eoHi7V9DL.jpg
Créditos: Globo Alt
Fonte: Amazon Brasil

Trailer do filme: https://www.youtube.com/watch?v=5cJ7MT1RTqs

Fonte da fotografia “thumbnail”: http://www.seriaticos.com.br/2016/01/livros-que-viraram-filmes.html

Créditos: Seriáticos

Artigo revisto por Catarina Santos


Artigos recentes

Deve o humor ter limites?

Assistimos hoje ao contrassenso conflituoso entre a liberdade de expressão e a hegemonia do politicamente correto. Se, por um lado, somos ativistas do “sê quem

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *