A Batalha dos Pastéis de Nata

O pastel de nata é um dos doces portugueses mais tradicionais e mais conhecido internacionalmente, composto normalmente por uma massa folhada crocante e por um creme de ovos cremoso e saboroso, polvilhado habitualmente com canela e açúcar em pó, consoante o gosto de cada um.

Os pastéis de nata de Lisboa vão ser postos à prova. Selecionámos 5 pastelarias conhecidas por fazerem os melhores pastéis de nata e comparámos cada uma delas de acordo com o sabor, textura, aspeto, localização e preço, para que no final consigamos decidir qual o melhor pastel de nata de Lisboa.


1ºConcorrente – Fábrica dos Pastéis de Belém

A casa mais icónica e conhecida pelos seus pastéis de nata em Lisboa não ficou atrás relativamente ao sabor. Os pastéis eram muito saborosos e tinham um ligeiro sabor a canela no seu creme. A textura dos elementos, creme e massa, individualmente é bastante agradável, mas em conjunto acabam por não condizer. O creme é bastante cremoso e a massa é muito crocante mas pouco folhada, acabando por não suportar a cremosidade do creme e fazendo com que este se sobreponha à massa.

Em termos de aspeto, o pastel de nata aparenta ter uma textura muito irregular no topo e quase não se vê a massa do pastel, havendo demasiado creme a sobrepôr-se. A localização da Fábrica dos Pastéis de Belém é péssima, sendo que o único ponto de venda é em Belém, como o nome da pastelaria indica – acaba por ser pouco central e de difícil acesso. Em termos de preço, um pastel de nata custa 1,15 euros, que, apesar de não ser muito caro, envolve sempre o dinheiro da deslocação até à pastelaria. A Fábrica dos Pastéis de Belém tem um lado benéfico: se comprarmos uma quantidade maior o preço começa a diminuir, havendo uma vantagem se o objetivo for comprar mais que um pastel.


2ºConcorrente – Manteigaria

A Manteigaria destaca-se por cada vez mais ao longo dos últimos anos ter tido tanta ou mais fama do que os Pastéis de Belém, sendo que são um dos principais rivais da pastelaria em Belém. O sabor dos pastéis é fantástico, super saborosos e deliciosos, sem dúvida um dos melhores pastéis em termos de sabor. A textura do creme é bastante cremosa e sedosa, talvez um pouco líquida, considerando que acaba por transbordar da massa quando comemos o pastel. A textura da massa também não desilude, sendo um dos pastéis mais crocantes e mais folhados daqueles provados neste desafio. O pastel da Manteigaria é dos mais apetitosos em termos de aspeto, sendo um pastel bastante homogéneo e que apresenta um ótimo equilíbrio em termos de creme e massa. A Manteigaria tem dois pontos de venda em Lisboa, ambos bastante centrais: um no Mercado da Ribeira e outro numa loja própria, perto do largo de Camões. Este pastel realmente compensa em termos de preço, sendo que cada pastel é apenas 1 euro, fazendo deste o pastel mais barato desta competição.


3ºConcorrente – Alcôa

O sabor do pastel de nata da Alcôa é bastante agradável e, apesar de ser ligeiramente evidente a presença de ovos, é sem dúvida um forte concorrente em termos de sabor. A textura do creme era fantástica e bastante cremosa, a massa também era ótima e muito crocante, só peca por ser bastante fina. O pastel de nata da Alcôa ganha em termos de aspeto: tem um tom dourado bastante bonito sem estar demasiado queimado e existe um equilíbrio entre creme e massa fantástico que permite que ambos os elementos brilhem. Em termos de localização, a pastelaria em Lisboa encontrasse na Rua Garrett e no último piso do El Corte Inglês, sendo ambos os locais de fácil acesso e com bastantes transportes até lá. O pastel de nata custa 1,10 euros, que é um preço razoável, comparando com a maioria dos concorrentes neste desafio.

4ºConcorrente – Confeitaria Nacional

Em termos de sabor, a Confeitaria Nacional não se compara aos outros concorrentes, tendo um sabor pouco característico que, apesar de não ser fantástico, também não é desagradável. A textura surpreende pela negativa, sendo o creme demasiado espesso e pouco cremoso e a massa, apesar de crocante, era bastante difícil de mastigar – parecia que o pastel de nata não era do dia. O aspeto engana o sabor e a textura, sendo que aparentava ser um pastel fantástico, com uma ligeira cor queimada em cima sem exageros e uma massa alta e folhada. A localização da pastelaria é fantástica, sendo localizada na Praça da Figueira a pastelaria principal, havendo também outras duas localizações em Belém, uma à beira rio e outra a bordo de um cruzeiro. O preço do pastel de nata foi de 1,15 euros, que, apesar de não ser um preço elevado, não apresenta uma boa relação preço/qualidade.

5ºConcorrente – Aloma

A Aloma, apesar de não muito conhecida, é das pastelarias mais premiadas relativamente aos seus pastéis de nata, tendo ganho em 2012, 2013 e 2015 o Concurso do Melhor Pastel de Nata. A pastelaria começa por se destacar pelo facto de oferecer a opção de quente ou frio, sendo algo único e diferente dos restantes concorrentes. O pastel, apesar de ter sido provado quente, aparentava estar demasiado cru, tanto em termos de creme como de massa – poderia ter sido mais cozido. O creme e a massa, apesar de demasiado quentes para saborear, eram agradáveis. Em termos de textura, a massa era extremamente estaladiça e crocante e o creme era delicioso – foi pena o facto de a massa não aguentar com o peso do creme e a mesma se desfazer enquanto o pastel era comido. Em termos de aspeto, o pastel estava bastante pálido, aparentando necessitar de mais cozedura, sendo que a massa tinha um aspeto muito folhado mas pouco dourado. Os pontos de venda da Aloma estão espalhados por Lisboa: há uma loja em Campo de Ourique, uma no Centro Comercial Amoreiras, uma em Arroios e outra no El Corte Inglês – apesar de nenhuma ser especialmente central, tem todas hipóteses de acesso através de transportes públicos e é a pastelaria com mais pontos de venda entre as apresentadas neste desafio. O preço do pastel de nata é de 1,10 euros, sendo que é a média de preço dos concorrentes deste desafio, e não compensa em termos de qualidade/preço.

Os Prémios Secundários e o Grande Vencedor

Em termos de sabor, o vencedor é um empate entre a Fábrica de Pastéis de Belém e a Manteigaria. A pastelaria em Belém destaca-se pelo seu toque especial e ligeiro sabor a canela, enquanto que a Manteigaria apresenta um sabor mais simples mas não menos delicioso.

Em termos de textura, o vencedor é Manteigaria, é o pastel de nata mais crocante de todos os provados e o creme não fica atrás, sendo bastante cremoso.

Em termos de aspeto, o vencedor é Alcôa, é o pastel mais apetitoso e mais bonito de todos, tendo uma massa muito folhada e dourada e o creme ligeiramente queimado e homogéneo.

Em termos de localização, o vencedor não é apenas uma pastelaria, temos que dar este prémio a todas as pastelarias menos à Fábrica de Pastéis de Belém, sendo que todas elas conseguem, ou através de uma localização muito central ou de vários pontos de venda, estar ao fácil acesso de qualquer pessoa.

Em termos de preço, o vencedor é a Manteigaria, apresentando o melhor rácio de qualidade/preço, sendo um pastel de nata ótimo e custando apenas 1 euro.

O grande vencedor desta batalha de pastéis de nata, e por isso nomeado o melhor pastel de nata de Lisboa, é o pastel de nata da Manteigaria, desde o delicioso sabor até ao delicioso preço, recomendamos vivamente que provem e comprovem realmente se este prémio é merecido.


Artigo revisto por Lurdes Pereira





Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *