Moda e Lifestyle

A massa com atum está fora de moda. Três receitas para inovares

Não vale a pena mentir. Todos sabemos, enquanto estudantes, como é difícil ter vontade de cozinhar depois de uma tarde de estudo, especialmente quando estamos deslocados de casa e não há a comidinha da mãe pronta a comer. É nesses momentos que corremos até ao nosso melhor amigo, o Google, e procuramos as receitas mais fáceis e rápidas. Pois bem, pode se dizer que hoje serei eu a vossa melhor amiga. Trago três receitas que, para além de simples, são também saborosas e diferentes, ideais para surpreenderem a vossa família e acabarem com o estigma de que um estudante só come massa com atum. Eis três receitas nas quais te podes inspirar:

Alho francês à brás

Fonte: Sabor Intenso

O “à brás” pode ser feito, literalmente, com tudo. É o tipo de receita do desenrasque e do desperdício, em que podes utilizar restos de carne ou de peixe, ou até mesmo legumes, como te vou mostrar.

Vais precisar de:

Alho francês (basta um por pessoa)

2 cebolas

3 dentes de alho

1 folha de louro

Sal e pimenta a gosto

Azeite q.b

200g de Batata frita palha

3 ovos

Salsa a gosto

Azeitonas

Preparação:

Corta as cebolas em rodelas finas, assim como o alho francês. De seguida, lava-o para tirar todas as impurezas e vestígios de terra que possa ter.

No tacho junta o alho bem picado, a cebola e a folha de louro com um fio de azeite e deixa refogar até a cebola ficar bem douradinha. Depois, junta o alho francês e deixa envolver no refogado em lume brando até ficar caramelizado. Vai mexendo e colocando os temperos a gosto.

Acrescenta as batatas palha e envolve. Enquanto isso, vai batendo os ovos numa taça à parte com pimenta e sal. Retira o tacho do lume e junta de imediato os ovos, de modo a que fique uma mistura cremosa. É muito importante que este passo seja feito fora do lume, caso contrário os ovos iriam cozinhar mais rápido e ficar uma espécie de “ovos mexidos”. Junta a salsa picada e azeitonas, caso gostes. Está pronto a servir!

Cuscuz

Fonte: Bimby

À semelhança da receita anterior, o cuscuz também pode ser feito com tudo o que lhe quiseres misturar. É a alternativa mais prática para qualquer momento, pois tanto pode comer-se frio, como quente. É tão fácil de fazer que só precisas, literalmente, de ler as instruções! Para acompanhar, decidi de novo optar pelos vegetais, por me parecer o melhor acompanhamento, mas tu podes pôr o que quiseres.

Vais precisar de:

60g de cuscuz (por pessoa)

Água (mesma quantidade que de cuscuz)

Cenoura

Cogumelos frescos

Pimentos

(mais legumes à escolha)

Azeite

Alho

Sal e pimenta q.b

Preparação:

Começa por descascar e partir todos os legumes e colocar numa taça com água para retirar alguma sujidade restante. De seguida, coloca o alho bem picado e um fio de azeite numa frigideira para refogar até ficar dourado. Adiciona os legumes e tempera a gosto com sal, pimenta e mais algum tempero. Deixa-os a refogar em lume brando.

Enquanto os legumes salteiam vamos fazer a massa! Eu começo por ferver a água numa chaleira para ser mais rápido, mas podes optar por fazê-lo numa panela. De seguida, coloco numa taça de vidro a água fervida e os cuscuz, com um fio de azeite e uma pitada de sal. Os cuscuz estarão prontos quando a água estiver totalmente absorvida.

Por fim, quando os legumes estiverem prontos, é só juntá-los à massa na taça onde ela foi feita e mexer bem.

Por último, mas não menos saboroso, temos…. Tortilhas!

Fonte: Perdigão

Podes fazê-las de várias maneiras e comê-las a todas as refeições. Se tiveres tempo e fores prendado com o dom da cozinha, podes optar por fazer a massa de raiz.

Vais precisar de:

Tortilhas (há várias opções já feitas no supermercado)

Queijo em fatias ou ralado

Alface

Tomate

Pimenta

Preparação:

Coloca a tortilha aberta num prato. Por cima dispõe o queijo, a alface e o tomate, temperando a gosto com pimenta, por exemplo. Dobra a tortilha, puxando dos lados para o centro e depois dobrando a parte de baixo, puxando para o centro e de seguida enrolando, como podes ver na imagem.

Fonte: Receitas de Minuto

Por fim, leva a tortilha a tostar numa tostadeira, em género de grelhador, até ficar dourada e o queijo derretido. Mais fácil é impossível! Et voilá!

Agora que te mostrei estas três receitas, espero que tenhas ficado inspirado/a para as recriar com o teu toque especial. Afinal de contas, a cozinha é isso mesmo: um lugar criativo! Mas estas receitas estão a gritar pelo combate ao desperdício, por isso, só tens de juntar os restos que tenhas aí por casa para as fazer. 

Artigo revisto por Adriana Alves

Fonte da foto de capa: Forum Estudante

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *