Atualidade,  Informação

Ameaça de bomba em Los Angeles

Mais de 900 escolas em Los Angeles, nos Estados Unidos, foram fechadas, ontem à tarde, após uma ameaça de bomba considerada “credível”. Segundo o jornal “Los Angeles Times”, os estabelecimentos foram fechados depois de uma ameaça feita ao membro da direção do distrito escolar.

Segundo a Reuters, o responsável do sistema escolar de Los Angeles, Ramon Cortines, afirmou que se tratava de uma ameaça rara: “Não foi dirigida a uma, duas ou três, mas a várias escolas, razão pela qual tomámos esta medida”. A ordem afetou 700 mil estudantes, sendo a primeira vez em mais de uma década que é tomada a decisão de fechar todas as escolas.

Cortines explicou que considerou importante tomar precauções, “tendo em conta o que aconteceu recentemente”, uma inferência ao atentado de San Bernardino, também na Califórnia que no início do mês fez 14 mortos e 22 feridos. “Não vou correr o risco de pôr crianças em qualquer edifício até saber que é seguro”, afirma.

Em Nova Iorque, o comissário da polícia, William Braxton, declarou que a decisão de fechar as escolas de Los Angeles tinha sido precipitada. Na manhã de terça-feira, uma escola nova-iorquina recebeu a mesma ameaça, mas considerou-a falsa. Apesar de ameaças em escolas serem muito frequentes, sobretudo nesta altura de testes, concluiu-se que alguns erros cometidos pelo remetente da mensagem revelavam que se tratava de uma brincadeira.

É de salientar que o distrito escolar de Los Angeles é o segundo maior dos Estados Unidos com 900 escolas e cerca de 700 mil alunos.

Aos estudantes que já estivessem nas instalações foi pedido que permanecessem e que os pais ou encarregados de educação tivessem o cuidado de trazer os documentos de identificação quando os fossem buscar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *