Atualidade,  Informação

António Costa: “O que nos separa não são lugares no Governo, que recusámos desde o início”

image

António Costa respondeu hoje à carta de Pedro Passos Coelho e anunciou que sempre recusou lugares no governo.

Em resposta à última carta de Passos Coelho, na qual este desafiou o PS a mostrar empenho nas negociações e a dizer com clareza se pretendia entrar numa coligação de Governo com sociais-democratas e centristas, António Costa acusa o presidente do PSD de estar a tentar inverter o peso de ter posto um ponto final nas conversações, acrescentando ainda que as divergências entre os seus partidos não são de lugares mas sim de “reorientação política”.

Na carta enviada a Pedro Passos Coelho, o secretário-geral do PS escreveu: “o que nos separa não são lugares no Governo, que recusámos desde o início, ou o relacionamento pessoal – bastante cordial, devo reconhecê-lo – mas a imperiosa necessidade do país e a soberana vontade dos portugueses de uma reorientação de política, que persistem em não aceitar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *