Aurora tem, como um dos significados, fenómeno luminoso. Acreditem, eu fui procurar.

Pois bem, a Aurora de que vos venho falar também é uma espécie de fenómeno que cada vez se torna mais luminoso.

Conquistando novos fãs todos os dias, AURORA, uma cantora recém-lançada, tem vindo a fazer grande sucesso no mundo da música. Com apenas 19 anos, Aurora Aksnes, lançou o seu primeiro single em Dezembro de 2012, Puppet, seguido de Awakening em Maio de 2013. No entanto, só em Maio de 2015 é que foi lançado o EP Running With The Wolves cujo single de apresentação já conta com mais de quatro milhões de visualizações no youtube.

Natural da Noruega é, muitas vezes, confundida com Sia, a famosa intérprete de Chandelier, talvez por ambas terem um corte de cabelo que apresenta as suas semelhanças.

Captura de ecrã 2016-04-10, às 20.04.45

No entanto, não podiam ser mais distintas. Compondo as suas próprias músicas desde os dez anos de idade, AURORA desde cedo foi dando passadas na indústria musical. Com apenas 12 anos, escreveu o que agora se tornou seu single Runaway e, em 2015, atuou no concerto do Prémio Nobel da Paz.

Contando com o apoio não só da família, mas também de famosos como Katy Perry e Jimmy Fallon, AURORA tem alcançado lugares de destaque e trabalhos relevantes, como a sua participação na banda sonora do jogo FIFA 16.

2

Sempre atenta aos fãs, as redes sociais contam com várias atualizações ao longo do dia, sendo que todos podemos manter-nos informados através do site oficial desta cantora.

Com um género alternativo bastante agradável ao ouvido, esta cantora é bastante popular entre universitários, transformando-se numa banda sonora bastante propícia ao estudo e fazendo uma grande companhia para as longas noites de desespero tão características dos universitários.

É considerada por muitos bastante peculiar e até mesmo “creepy”, lado este que é bem visível em vários vídeos da artista.


Em suma, se és estudante, devias seriamente considerar adicionar AURORA à tua playlist. De certeza que não te vais arrepender.

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *