• Desporto

    Título a Três

    O campeonato nacional promete luta até ao fim. São sete as jornadas que nos separam do encerramento da prova, e, para já, nada está decidido. Do primeiro ao terceiro classificado distam apenas cinco pontos, algo que nos leva a colocar em cima da mesa todo o tipo de cenários. Porto, Benfica e Sporting dividem mais uma vez o protagonismo, numa disputa bastante acesa. Quem levará a taça para casa – isso só o futuro nos dirá. Em tempo de pausa para os particulares de seleções, os treinadores dos três grandes certamente afinam estratégias para o que resta da Liga NOS. É já no próximo fim-de-semana que as emoções voltarão aos…

  • Desporto

    Um adeus em glória…

    Andrea Pirlo anunciou recentemente o fim da sua carreira futebolística, 22 anos após ter iniciado um dos percursos mais marcantes na história do futebol mundial. Assim sendo, o New York City é a última equipa a ter o privilégio de vestir o italiano com as suas cores. O atleta jogou pelos três grandes do Calcio. Entre 1998 e 2015 passou por Inter de Milão, AC Milan e Juventus, pelos quais venceu duas Ligas dos Campeões, seis Campeonatos Italianos, duas taças de Itália e três supertaças. Ao serviço da squadra azzurra Pirlo foi campeão do mundo em 2006. Contabiliza 13 golos pelas seleções de Itália e 73 golos nos clubes que…

  • Desporto

    Desporto? Negócio? Ambos?

    Sou fã de bom futebol. Sim, isso mesmo: sou fã de um desporto em vias de extinção. Antigamente o futebol jogava-se dentro das quatro linhas, e cada vez mais acontece o contrário. Sinto que o desporto, quando movido por outras regras que não as originais, perde o seu valor. Hoje, o interesse extradesportivo é a regra. Não só no caso do futebol, mas em todas as modalidades. Ainda assim, sou dos muitos que apreciam um jogo bem disputado. Bem distante do seu nascimento, no seio dos estratos sociais mais pobres, o futebol popularizou-se e tornou-se produto para consumo, fonte de entretenimento para as massas. As partidas em terra batida deram…

  • Desporto

    Portugal cai aos pés do Chile

    A seleção portuguesa de futebol foi eliminada perante o Chile, em jogo a contar para as meias-finais da Taça das Confederações, que decorreu na passada quarta-feira em Kazan, na Rússia. Depois do nulo registado aos 120 minutos, os chilenos levaram a melhor na marca das grandes penalidades, vencendo por um expressivo 3-0. Eram grandes as expectativas em torno deste jogo. Campeões europeus e sul-americanos disputaram a partida para lá do tempo regulamentar, tal o equilíbrio demonstrado dentro de campo. No final, Ronaldo e companhia não foram suficientes para contrariar a experiência dos jogadores chilenos, sempre bastante confiantes. Se os primeiros minutos faziam adivinhar um encontro aberto, com oportunidades para ambos…