Caretos de Podence tornam-se Património Imaterial da Humanidade

Os Caretos de Podence passam a ser Património Imaterial da Humanidade neste que é o quarto dia da 14ª reunião do Comité Internacional da UNESCO.

Fonte: Manuel Correia

As máscaras de Carnaval originárias de Macedo de Cavaleiros (Bragança) concorreram em março de 2018, candidatura esta que foi vista pela UNESCO como “exemplar”. Tornam-se uma das 42 nomeações por todo o mundo.

Após esta decisão, tomada em Bogotá, o Carnaval de Podence das Festas de Inverno transmontanas junta-se ao Fado, ao Cante Alentejano, à Dieta Mediterrânica, à Falcoaria, aos “Bonecos de Estremoz”, ao Barro Negro de Bisalhães e ao Fabrico de Chocalhos alentejanos.

Fonte: Olímpia Mairos

A tradição transmontana já havia sido reconhecida pelo Governo português como Património Cultural Imaterial de Portugal. O primeiro-ministro António Costa recorreu ao Twitter para dar os “parabéns aos habitantes de Podence que mantêm viva esta tradição única e aos que contribuíram para a sua valorização internacional, que é um motivo de orgulho para todos os portugueses”.

            Em comunicado, Graça Fonseca, ministra da Cultura, também já reagiu à nomeação do Carnaval de Podence das Festas de Inverno transmontanas: “Os portugueses, em especial os transmontanos, estão, mais uma vez, de parabéns por saberem manter viva uma das suas mais ricas tradições culturais. Esta classificação, que muito honra todo o país, distingue culturalmente a região, mas contribui também para reforçar um ativo patrimonial e turístico que excede os limites do território do nordeste transmontano”.

Artigo revisto por Carolina Cacito

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *