Opinião

Dar sangue é dar vida e não há nada a temer

Tal como sabemos, a doação de sangue é um processo fundamental para o bom funcionamento dos hospitais e centros de saúde. O sangue desempenha funções essenciais para garantir a nossa sobrevivência e zela pelo funcionamento do nosso organismo.

 Ultimamente, o único tipo de notícias que as pessoas consomem são aquelas que se relacionam com a pandemia. Ainda que se viva tempos difíceis, não podemos fechar os olhos a outros problemas.

As reservas de sangue não são eternas e, como tal, é necessário que continuemos com o processo de doação de sangue, para que se possam manter os níveis destas mesmas reservas e salvar vidas.

Com o confinamento e com o medo da Covid-19, muitas pessoas deixaram de doar sangue, mas fazê-lo é seguro e é importante que o façamos. Ainda que, atualmente, estejamos a perder imensas vidas para este vírus mortal, também muitas outras vidas dependem de tratamentos e cirurgias que requerem transfusões de sangue – sangue este que se escassa.

Expresso | Falta sangue para os grupos A e O. O que deve fazer para ser  dador e em que situações está impedido de dar sangue
Fonte: Expresso

Dar sangue é dar vida e para darmos vida não precisamos de ter medo. Hoje em dia, a informação está à distância de uma pequena pesquisa na Internet. É importante que, antes de pensarmos em dar sangue, visitemos o site oficial do SNS24, no qual constam informações importantes acerca do processo de dar sangue e de algumas limitações.

De forma simples e resumida, segundo o que consta no site, para a colheita de sangue só precisamos de levar um documento de identificação e de preencher um questionário, de modo a que os nossos dados sejam processados; posteriormente, seremos avaliados por um profissional de saúde que determina se estamos ou não aptos para fazer a doação. 

Mas resta uma questão: “Como posso saber onde doar?” Para saberes onde podes doar sangue, basta acederes ao site dador.pt”, pesquisares o teu concelho e veres, no calendário, qual o local onde será realizada a próxima colheita.

Por isso, se tens entre 18 e 65 anos, se és saudável e se pesas, pelo menos, 50kg, vai doar!

Artigo revisto por Beatriz Campos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *