Derrocada na Madeira provoca 38 desalojados

Várias habitações ficaram danificadas na sequência de um desmoronamento de terras na cidade de Câmara de Lobos.

Na manhã de quarta-feira, um prédio de habitação social ficou parcialmente destruído devido a um deslizamento de terras. Deste incidente não resultaram vítimas mortais nem feridos graves, havendo a registar um ferido ligeiro: uma moradora teve de ser auxiliada após ter sido atingida na cabeça por uma pedra de pequena dimensão. De acordo com o Diário de Notícias Madeira, um cão foi o único a ser apanhado pela derrocada, ficando preso.

As rochas de grande proporção que atingiram o prédio afetaram nove das 16 famílias residentes, o que corresponde a 38 pessoas que terão de ser realojadas temporariamente num centro comunitário.

Após o alerta, dado às 7h30, deslocaram-se para o local elementos da Proteção Civil e também do Laboratório Regional de Engenharia Civil, para avaliar a situação. Na operação pós-desabamento estiveram também envolvidos três veículos de bombeiros voluntários para ajudar a evacuar o edifício.

O Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos salienta que a principal urgência é “reparar os danos” e “fazer esse trabalho o mais rápido possível”.

Também a secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rubina Leal, informou que as famílias estão a ser acompanhadas pelos serviços municipais.

As 38 pessoas afetadas não poderão regressar a casa até que sejam concluídas as investigações do Laboratório Regional de Engenharia Civil.

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *