Atualidade,  Informação

Dragões em stand by

Equipa de Lopetegui só precisava de um ponto para se apurar mas perdeu em casa com o Dínamo Kiev. Se os ucranianos vencerem o Maccabi na próxima jornada o Porto tem que fazer o mesmo com o Chelsea em Stamford Bridge.

Comprometido. Foi assim que ficou o apuramento do FC Porto para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. A jogar em casa, e num jogo em que apenas precisavam de um empate para seguir em frente na liga milionária, os Dragões protagonizaram uma exibição cinzenta e acabaram derrotados por 2-0.

A equipa de Julen Lopetegui nunca foi capaz de incomodar verdadeiramente o guarda-redes Shovkovskiy e a única altura em que conseguiu exercer algum domínio sobre o adversário foi nos primeiros 10 minutos da segunda parte, depois da entrada de André André ao intervalo para substituir Maxi Pereira. O jogador português pareceu, aliás, ser o único a tentar romper com a apatia que se pareceu ter instalado sobre a equipa portista, tendo, em declarações à Sport TV, comentado sobre o facto de não ter sido titular: “O mister tem as suas opções e há que respeitá-las. Eu estou aqui para trabalhar”.

Passando aos momentos do jogo, o desaire começou quando Imbula cometeu falta dentro da área, dando assim a oportunidade a Yarmolenko de abrir o marcador no Estádio do Dragão (35′).

Na segunda parte, e numa altura em que o FC Porto começava a acumular passes falhados na saída para o ataque, o argelino Brahimi ofereceu a bola a Derlis González e permitiu que o paraguaio, que já jogou no Benfica, embalasse para a baliza e fizesse o 0-2, num lance em que Casillas podia ter feito mais (64′).

No final do jogo Julen Lopetegui considerou que a equipa do Dínamo “foi melhor” e Serhyi Rebrov, treinador dos ucranianos, disse que “o FC Porto parecia querer jogar para o empate”.

Nas contas do grupo o Chelsea é agora líder, com dez pontos. O Porto segue em segundo com os mesmos pontos e o Dínamo segue em terceiro com oito. Uma vitória dos ucranianos frente ao Maccabi Tel-Aviv (em último com zero pontos), obriga os Dragões a vencerem o Chelsea em Londres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *