Atualidade

Espiões russos culpados por ataque informático à Yahoo

O Departamento de Justiça americano acusou dois espiões dos serviços secretos russos do roubo de dados pessoais de quinhentos milhões de clientes da Yahoo.

Quatro homens, inclusive dois espiões russos, foram acusados esta quarta-feira pelo Departamento de Justiça norte-americano de roubo de dados de utilizadores das contas Yahoo. De acordo com a acusação, estes suspeitos terão “protegido, dirigido, facilitado e pago aos piratas informáticos criminosos”.

A empresa americana de serviços de internet revelou o ano passado que por trás do ataque a contas pessoais de quinhentos milhões de utilizadores da Yahoo estariam piratas informáticos ligados a um Estado. Para além do crime de roubo de identidade agravada, os autores do maior ataque de pirataria informática da história, enfrentam 47 acusações criminais de conspiração, de fraude informática, de espionagem financeira, e de roubo de segredos empresariais.

Os acusados são Dmitry Dokuchaev, de 33 anos, e Igor Sushchin, de 43 anos, agentes da Agência Federal de Segurança da Rússia (FSB) e Alexsey Alexseyevich Belan, também russo de 29 anos, e Karim Baratov, canadiano de 22 anos. Baratov foi detido no Canadá e será presente a tribunal esta semana, enquanto os outros três suspeitos continuam na Rússia.

Este ataque ameaçou o negócio de venda da Yahoo à Verizon Communications, que se acabou por concretizar por a empresa ter assegurado que não teria havido roubo de informação relativa a cartões de crédito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *