Atualidade,  Informação

Estado Islâmico ataca a cidade de Jacarta

Vários ataques foram feitos na manhã desta quinta-feira em Jacarta, por um grupo ligado ao Estado Islâmico. Os ataques tiveram como alvo as forças de segurança locais e estabelecimentos de marcas ocidentais. Os atacantes, todos de nacionalidade indonésia, tinham como objetivo limitar a capacidade de resposta da polícia e paralelamente matar o maior número possível de pessoas, à semelhança do que aconteceu em Paris em novembro do ano passado.

O ataque teve início por volta das 10h30 locais (3h30 em Portugal Continental), com seis explosões que ocorreram quase em simultâneo. A mais grave destas explosões atingiu um posto de controlo da polícia e um café da cadeia norte-americanas Starbucks, situados numa das ruas mais movimentadas da capital indonésia. O centro comercial Sarinah, situado a poucos metros de distância, foi também alvo de ataque.

Ao fim de três horas, a polícia conseguiu controlar a situação, depois de uma troca de tiros com pelo menos três atacantes, que tinham entretanto entrado no cinema Djakarta, situado no mesmo complexo do café Starbucks.

O balanço final dos ataques foi estabelecido por Anton Charliyan, porta-voz da polícia da Indonésia, após terem sido divulgadas várias informações contraditórias: cinco atacantes mortos, todos indonésios e duas vítimas civis. Uma destas vítimas era natural do Canadá. Havia ainda a indicação de outra vítima mortal, um cidadão holandês, mas Bert Koenders, ministro dos Negócios Estrangeiros do país, referiu que tinha conhecimento de que um cidadão holandês se encontrava “gravemente ferido”. Além das vítimas já referidas, sabe-se que neste ataque 19 pessoas ficaram feridas com gravidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *