Atualidade,  Informação

Fuga de Informação – Planos do cérebro dos atentados de Paris

Captura de ecrã 2015-11-29, às 00.02.26

Abdelhamid Abaaoud, o cérebro dos atentados a Paris, planeava mais ataques a judeus, escolas e transportes de França, tendo em conta uma testemunha anónima.

Uma fuga de informação na investigação relativamente aos atentados de Paris divulgou, no dia 27 de Novembro de 2015, vários planos que Abdelhamid tinha para executar em França. A revista semanal francesa Valeurs Actuelles conseguiu aceder ao depoimento de uma testemunha anónima.

Testemunha essa que convivia com o cérebro dos ataques a Paris, no qual morreram 130 pessoas. Segundo o depoimento, Adbelhamid pediu à sua prima Hasna Ait Boulahcen, dois dias depois dos atentados, para se esconder e preparar novos ataques

O plano consistia em oferecer 5.000 euros à prima para comprar dois fatos e dois pares de sapatos, de modo a integrar o bairro financeiro La Defense e planear novos ataques “nos distritos próximos das comunidades judaicas e que iam rebentar com transportes e escolas”, segundo a testemunha. Acabaram por morrer a 19 de Novembro na operação policial de Saint-Denis.

O procurador de Paris, François Molins, confirmou estes mesmos planos, cinco dias depois dos primeiros ataques. Contudo, irá ser aberto um inquérito para averiguar a fuga de informação da polícia à comunicação social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *