Atualidade,  Informação

Greve parcial do Metro de Lisboa desconvocada

Os representantes sindicais dos transportes anunciaram esta segunda-feira a desconvocação da greve parcial de seis dias marcada para o período entre dia 9 e 14 deste mês.

Esta decisão foi tomada pelos trabalhadores durante um plenário realizado na tarde de hoje, segunda-feira, depois de de manhã os sindicatos terem chegado a um “entendimento” com o Governo sobre as suas reivindicações.

A sindicalista Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans), afirmou hoje que, depois de “cinco anos de diálogo surdo”, aconteceu “uma grande vitória dos trabalhadores, dos utentes e da possibilidade de abertura de uma nova porta de diálogo”. Foram “criadas as condições para a paz social”, disse ainda, não adiantando, no entanto, pormenores sobre os compromissos assumidos pelo Governo. Anabela Carvalheira acrescentou também que esta desconvocação é um sinal de que os sindicatos e os trabalhadores estão “disponíveis para negociar, encontrar as melhores soluções (…) por um serviço público de qualidade”.

Também Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, se pronunciou sobre o assunto, dizendo que “é provável que os sindicatos tenham mais abertura perante este Governo”.

Os sindicatos e o Governo sentar-se-ão assim “à mesa das negociações a partir do dia 15” de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *