7ª Arte

“House of Gucci” – Quem tudo quer, tudo perde

Atenção: Este artigo contém spoilers sobre o filme House of Gucci.

Um dos filmes mais aguardados de 2021 já está disponível. House of Gucci, dirigido por Ridley Scott e inspirado no livro The House of Gucci: A Sensational Story of Murder, Madness, Glamour, and Greed de Sara Gay Forden, ganha vida através do elenco luxuoso composto por Lady Gaga, Adam Driver, Al Pacino, Jeremy Irons, Jared Leto, Jack Huston e Salma Hayek.

A longa-metragem conta a história do império construído e destruído pela família Gucci. O casamento de Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani é o plot principal da película, que brilha com a química entre Adam Driver e Lady Gaga. A narrativa ilustra os encontros e desencontros do casal, tendo um deles sido responsável por um dos assassinatos mais conhecidos de Itália, revelando uma espiral de ganância, decadência, traição e morte com um único objetivo: a busca pelo poder.

Se há uma coisa que a longa-metragem de Ridley Scott pode ensinar ao seu público é, acima de tudo, não ser ganancioso e ter os pés bem assentes na terra. É esse o conselho que Maurizio e Patrizia não seguem ao longo da sua vida. Se, por um lado, Reggiani se revela ambiciosa e manipuladora desde o início da história, a transformação de Maurizio é claramente mais subtil ao longo do tempo, conforme este vai traindo os membros da própria família, um por um, até, finalmente, se encontrar sozinho. O glamour transforma-se em decadência, e o amor em ódio.

Fonte:Twitter

Mas, afinal, de onde vem toda esta ganância sentida pelas duas personagens? O Dicionário da Língua Portuguesa define «ganância» como “ganho ilícito” ou “avidez do lucro”. Segundo o escritor japonês e líder espiritual Ryuno Okama, este é um sentimento humano que faz com que as pessoas vivam “eternamente insatisfeitas com aquilo que têm”. Okama explica que as pessoas gananciosas “querem sempre mais e mais e passam por cima de tudo e de todos”, esquecendo ‘sentimentos’ como “a verdade, o respeito e a parceria com o próximo”. Como resultado, a pessoa torna-se individualista e “não existe a perceção de mais ninguém além de si próprio”.

Isto explica, facilmente, o que aconteceu ao casal. Patrizia deixa-se deslumbrar com o poder e o estatuto de Maurizio no início da relação. Porém, quando o mesmo é deserdado pelo seu pai, antes mesmo do casamento, a mulher procura ajuda de Aldo Gucci, interpretado por Al Pacino, o seu novo tio que ela facilmente consegue manipular. A espiral de ambição também passa por Paolo Gucci, interpretado por Jared Leto, que, descartado pelo seu próprio pai, rapidamente deposita confiança na personagem interpretada por Lady Gaga. 

Fonte: Twittter

Finalmente, a manipulação transfere-se para o próprio Maurizio, que é seduzido e manipulado pelos planos de Patrizia e, com a sua ajuda, alcança o que no fundo mais desejava: ser diretor da Gucci. Uma vez no topo, agora é o próprio que se alimenta da ganância, acabando por terminar o seu casamento de forma fria e abrupta, apaixonando-se por bens materiais sem qualquer significado. Uma vez rejeitada, humilhada e perdida, Patrizia conspira a morte do seu ex-marido, rejeitando a ideia de o ver usufruir aquilo pelo qual tanto se empenhou em roubar aos outros. Esta é a história da ganância que terminou em morte e destruição.

Fonte: Twitter

Father, son, and House of Gucci”: provavelmente a citação mais famosa de todo o filme, improvisada pela própria Lady Gaga, e que mostra como até aquilo que é mais glorificado pode, facilmente, cair em ruínas. 

Fonte da capa: Twitter

Artigo revisto por Beatriz Merêncio

AUTORIA

+ artigos

Perdidamente apaixonado pelo mundo do audiovisual. Adora procrastinar: ficar em casa, enrolado em mantas com uma caneca quentinha de chá enquanto vê um filme ou uma série é o seu passatempo preferido. Apesar de ser tímido, é através das palavras que consegue exprimir os seus pensamentos.