Humanidade tem mil anos para encontrar um novo planeta para viver

Stephen Hawking, um dos físicos teóricos mais conhecidos do planeta, prevê que os seres humanos só consigam viver mais mil anos no planeta Terra.

Segundo o The Washington Post, Hawking alerta para a necessidade de a humanidade encontrar um novo planeta para a acolher, uma vez que as condições na Terra serão impossíveis à sua sobrevivência. Estas condições são postas em causa pelo aquecimento global, que é preocupantemente agravado pela “mão humana”.

O físico teórico considera que a humanidade está a acelerar o processo catastrófico, que levará à destruição da Terra tal como a conhecemos. Apesar de não apresentar uma data precisa para o fim do mundo, Stephen Hawking aconselha o ser humano a procurar novos planetas possíveis para receber vida humana e colonizá-los de modo a evitar a sua extinção – extinção essa comparada à dos dinossauros.

Para além dos estudos feitos à volta de Marte, recentemente foi descoberto um outro planeta passível de ser ocupado pelo Homem: chama-se Proxima b e orbita a estrela mais próxima da Terra, sem contar com o sol – a anã vermelha Proxima Centauri.

Ultimamente as mudanças climáticas são um assunto recorrente, uma vez que se relacionam obrigatoriamente com o fim do mundo. Segundo o DN (Diário de Notícias), estas mudanças são tão evidentes como o facto de o Polo Norte estar vinte graus mais quente do que o normal.

Assim, o “Relógio de Juízo Final” foi atualizado em 2015 para que estejamos a três minutos do apocalipse.

Artigos recentes

The (not so) Good Place

Estás à procura de uma série curta e divertida para fazer binge-watching durante a quarentena? The Good Place pode ser a melhor opção. Esta série

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *