Literatura

Imprensa Nacional e Literatura Digital

Sabias que a Imprensa Nacional – Casa da Moeda possui um catálogo literário online?

Ao investigar um pouco o site da sociedade anónima de capitais públicos, também conhecida como INCM, descobri que esta é responsável por vários serviços para além da cunhagem de moeda metálica, serviços mercantis e impressão de documentos oficiais: também está encarregada da edição do jornal Diário da República e da disponibilização de obras de vários géneros. Desta forma, este artigo baseia-se em algumas informações fornecidas pelo próprio site da Imprensa Nacional – Casa da Moeda.

“A preservação e divulgação da memória e do património comuns da cultura portuguesa aliadas a uma contínua renovação constituem a missão de que está investida a área editorial da Unidade de Edição e Cultura da INCM.” retirado do site da INCM)

Que tipo de obras constituem as Edições INCM?

As edições INCM contemplam vários autores conhecidos pelo seu enorme contributo para a cultura portuguesa, como Almeida Garrett, Fernando Pessoa, Eduardo Prado Coelho, entre outros. Por outro lado, também existem edições que incluem artistas contemporâneos, destacando personalidades das áreas do teatro, do design (como na Coleção D) e da arquitetura. Em alguns dos seus projetos, a INCM trabalhou em parceria com entidades conhecidas, como a Câmara Municipal de Lisboa, Fundações, Museus, Teatros e outras instituições, como, por exemplo, o Palácio Nacional de Queluz ou o Instituto de História da Arte (FCSH-UNL).

Biblioteca da Imprensa Nacional

A Biblioteca da Imprensa Nacional tem disponíveis mais de 20.000 volumes que podem ser utilizados para pesquisa e investigação, sendo destinados não só ao público em geral, como também a áreas especializadas. No site da INCM é possível conhecer um pouco mais sobre a história da biblioteca e aceder ao catálogo online que se encontra em atualização.

Devido à atual situação de pandemia e às restrições que isso traz, relativas ao confinamento, a biblioteca encontra-se encerrada ao público.

Coleções online

Embora a atual situação promova o isolamento social e dificulte o acesso à cultura em vários parâmetros, a Imprensa Nacional disponibilizou algumas obras, de forma gratuita. Através do site, é possível aceder a algumas coleções:

  • A primeira e mais recente coleção disponível designa-se “O Essencial Sobre…” e possui como objetivo dar a conhecer não só algumas personalidades portuguesas, tais como Miguel Torga e Siza Vieira, como também artistas estrangeiros, tais como Pablo Picasso e Dante Alighieri.  Esta coleção também incide sobre temas como filosofia, teatro, língua portuguesa, ballet ou até mesmo o coração humano.
  • A coleção Pessoana reúne alguns poemas de Fernando Pessoa. Estão disponíveis poemas da obra Mensagem e de alguns dos seus heterónimos, como Alberto Caeiro e Ricardo Reis.
  • A coleção 250 Anos da Imprensa Nacional – Uma Breve História é constituída por 10 volumes e diz respeito à história da própria Imprensa Nacional, desde as suas origens até à atualidade.
  • A coleção Biblioteca Fundamental da Literatura Portuguesa inclui obras conhecidas da literatura nacional, como Cânticos do Realismo, de Cesário Verde, e A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós.
  • A coleção O Arqueólogo Português disponibiliza revistas periódicas do Museu Nacional de Arqueologia, nomeadamente cinco volumes da série V e os suplementos 7 e 8.
  • A Ed. Crítica de Camilo Castelo Branco é composta por obras do autor, como o conjunto das obras Novelas do Minho, e livros como Amor de Perdição e A Sereia.
  • Na coleção relativa ao Museu Nacional de Arte Antiga são facultadas obras editadas com a colaboração do mesmo, como Obras em Reserva, o museu que não se vê, sobre a exposição homónima do MNAA.
  • Na coleção referente ao Museu Nacional de Arqueologia é possível aceder a quatro obras que foram editadas com a colaboração do mesmo, como o livro Lusitânia Romana – Origem de dois povos.
  • Na coleção Obras Completas de Manuel Teixeira Gomes estão disponíveis obras do autor como Sabina Freire e Agosto Azul.
  • Relativamente ao teatro, existem obras referentes ao Teatro Rivoli e ao Teatro Nacional. D. Maria II. Estão acessíveis os livros Bodied Spaces. Cadernos do Rivoli 06 e Lucien Donnat, um criador rigoroso.
  • Na secção de Direito está disponível o livro Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência- Comentário, que aborda este tema, destacado na Assembleia Geral das Nações Unidas de 2006.
  • Por último, também é possível ler as seis edições da RP – Revista Património.

eBooks: Plataforma Leya e parceria com a Biblioteca Digital Camões

A INCM também possui parcerias com o Grupo Leya e com a Biblioteca Digital Camões.

No caso da primeira parceria, as obras são disponibilizadas em formato EPUB e PDF e comercializadas. É possível adquirir vários títulos, através da plataforma digital da Leya, como o Mundo Grave, de Pedro Pereira Lopes – um policial que incide no mistério de um assassínio na cidade de Inhambane. Também é comercializado na plataforma o Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa, de Adalberto Alves, que aborda as influências árabes na língua portuguesa. Existem títulos de variados autores e géneros capazes de agradar os vários tipos de público.

Por outro lado, no caso da parceria com a Biblioteca Digital Camões as obras são cedidas de forma gratuita, mas protegidas por direitos:

A licença de utilização, que antecede a descarga de alguns títulos, serve para atestar que se trata de uma edição que é pertença de uma editora. Este critério será sempre aplicado e as edições serão sempre identificadas, evitando riscos desnecessários em relação à qualidade e autenticidade das edições.” (retirado do site da INCM)

É possível encontrar obras das coleções O Essencial sobre… e da História da Literatura Portuguesa (Recapitulação), de Teófilo Braga, que incide sobre o trabalho deste autor na literatura portuguesa.

Outros materiais digitais

Atualmente, a INCM decidiu participar no movimento Portugal #Entra em Cena. Estão a ser recrutados profissionais para serem gravados e disponibilizados audiolivros no próprio site da Imprensa Nacional, sendo que já é possível ouvir a Mensagem, de Fernando Pessoa, e os podcasts que constituem a coleção O Essencial Sobre…, relativa a várias personalidades portuguesas.

Continuando no site da INCM, também se podem encontrar entrevistas e vídeos relativos a alguns temas como a recitação de poemas, os testemunhos da história da Imprensa Nacional e a exposição “Indústria, Arte e Letras. 250 Anos da Imprensa Nacional”, que não se limita apenas a isso: também é possível visitar a exposição virtualmente!

“Através de vários núcleos (virtuais) vai poder visitar (ou revisitar) a história da fundição de tipos, das oficinas tipográfica, de impressão, de gravura e de litografia, do património tecnológico e editorial e ainda do ensino técnico e artístico. A par disto, vai poder também acompanhar a história do país nos últimos 250 anos.” (retirado do site de INCM)

Fonte da Imagem de Capa: Imprensa Nacional

Artigo revisto por Miguel Bravo Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *