Atualidade,  Informação

Metro de Lisboa com greve marcada para a próxima semana

O Metropolitano de Lisboa vai voltar às greves na próxima semana. Nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, entre as 6h30 e as 9h30, a circulação estará parada, numa paralisação que abrange apenas os maquinistas da empresa.

A greve foi convocada por quatro estruturas que representam os trabalhadores: Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans), o Sindicato dos Trabalhadores da Tração do Metropolitano de Lisboa, o Sindicato da Manutenção do Metropolitano e o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes.

Para o coordenador nacional da Fectrans, José Manuel Oliveira, o principal motivo da greve prende-se com alterações relativas à “organização do tempo de trabalho”. Considera também que a administração da Transportes de Lisboa (Metro, Carris, Transtejo e Soflusa) tem uma atuação marcada por “confrontos com os trabalhadores e alterações unilaterais da contratação coletiva”.

O pré-aviso de greve foi enviado ainda antes de Cavaco Silva ter indigitado o atual Primeiro-Ministro. Já depois disso António Costa recebeu uma carta a solicitar uma reunião com a tutela.

Esta greve será a décima do Metropolitano de Lisboa este ano, quando em 2014 se registaram oito.

Ainda não se sabe se serão convocados serviços mínimos, e uma eventual fixação dos mesmos só será conhecida depois de quinta-feira, dia para o qual está marcada a primeira reunião do tribunal arbitral indicado pelo Conselho Económico e Social.

Até ao final do ano estão já agendadas outras greves nos transportes públicos. Os trabalhadores da CP estão em greve aos trabalhos extraordinários desde dia 1 de dezembro, paralisação que só terminará no dia 2 de janeiro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *