O processo de Rui Pinto vai avançar para a fase de Instrução

O processo do hacker, acusado de 147 crimes, vai iniciar esta quarta-feira, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, a fase de instrução.

Fonte: MARIA FECK/ Expresso

Rui Pinto está acusado de 147 crimes, entre os quais o crime de acesso ilegítimo, violação de correspondência sabotagem informática e tentativa de extorsão. Nesta primeira fase é decidido se o processo deve ou não seguir para julgamento e de que modo esse julgamento vai decorrer, caso siga em frente. A sessão vai decorrer no Tribunal de Instrução Criminal em Lisboa.

Vai ser ouvido Aníbal Pinto, a pedido do próprio, e depois vai dar-se o debate instrutório. O interrogatório será feito á porta fechada, mas o debate e a leitura da decisão instrutória serão públicos. O local onde se vai realizar esta sessão foi alvo de críticas pela parte da defesa, que afirma que o processo deveria acontecer no Tribunal de Instrução de Cascais, local onde ocorreu o crime mais grave, a tentativa de extorsão à Doyen Sports. Rui Pinto, juntamente com o advogado Aníbal Pinto, prometeu não revelar documentos confidenciais em troca de um valor entre 500 mil e um milhão de euros.

Rui Pinto está em prisão preventiva desde 22 de Março, quando foi entregue pelas autoridades húngaras às autoridades portuguesas. A detenção apenas tinha por base o acesso ilegal aos documentos do Sporting, mas Rui Pinto é também acusado de aceder aos sistemas informáticos da Sociedade de Advogados PLMJ, da federação Portuguesa de Futebol e da Procuradoria-Geral da República, onde conseguiu obter documentos relativos ao processo de Tancos, ao caso BES, Operação Marquês, entre outros.

Artigo revisto por Catarina Gramaço

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *