Os melhores romancistas de sempre

O romance é o género literário que mais cópias vende em todo o mundo. Independentemente de nos fazer rir, chorar ou simplesmente sonhar, a verdade é que os romances são o guily pleasure de muitas pessoas.

Se gostas de uma boa história de amor e estás à procura de sugestões para uma nova leitura, este é o artigo certo para ti. Fizemos uma lista de 8 romancistas incríveis que tens mesmo de conhecer:

Jane Austen

lead_720_405.jpg
Fonte: The Atlantic Créditos: BETTMANN / GETTY

Jane Austen nasceu a 16 de dezembro de 1775 em Hampshire, Reino Unido, e faleceu a 18 de julho de 1867 em Winchester, Reino Unido. Particularmente conhecida pela complexidade das personagens que criou nas suas obras, Austen é considerada uma das melhores escritoras inglesas de sempre.

A capacidade que a autora tinha de escrever sobre a sociedade da época é impressionante. Para além de ter explorado temas como os casamentos por conveniência nas comunidades provincianas, Austen escreveu ainda sobre a constante necessidade de ascendência social das mulheres inglesas no século XIX.

Alguns livros de Jane Austen foram adaptados ao cinema, acabando por se tornar num sucesso global.

Entre os seus romances mais famosos podemos destacar: Orgulho e Preconceito, publicado a 28 de janeiro de 1813, Sensibilidade e Bom Senso, publicado em 1881 e Persuasão, publicado em dezembro de 1817.

Emily Brontë

_99243892_hi031994193.jpg
Fonte: BBC News Créditos: GETTY IMAGES

Emily Brontë nasceu a 30 de julho de 1818 em Thornton, Inglaterra, e morreu a 19 de dezembro de 1848, em Haworth, Inglaterra. Considerada por muitos uma “mulher à frente do seu tempo”, Brontë tinha como companhia preferida os animais.

Depois da infância trágica que partilhou com as suas duas irmãs (Charlotte e Anne), Emily tentou ser professora mas não foi bem-sucedida devido à timidez que lhe era característica. Das 3 irmãs, é aquela de quem se sabe menos. De acordo com especialistas, isto deve-se ao facto de ter publicado apenas uma obra em seu nome, sendo que a maioria dos seus manuscritos acabou por se perder ou ser destruída (ninguém sabe ao certo qual das duas hipóteses aconteceu).

Publicado em 1847, O Monte dos Vendavais é a única obra de Emily Brontë. Desde então, o livro tem sido alvo de longos estudos e interpretações. É ainda importante destacar que o romance teve muitas adaptações teatrais, cinematográficas e musicais, sendo ainda hoje considerado um dos melhores do mundo.

William Shakespeare

_89310902_gettyimages-2638257.jpg
Fonte: BBC News Créditos: GETTY IMAGES

William Shakespeare nasceu a 23 de abril de 1564 em Stratford-upon-Avon, Reino Unido, e morreu a 23 de abril de 1616, no mesmo local. A grande razão apontada por peritos para o sucesso contínuo de Shakespeare tem a ver com a intemporalidade da sua escrita, o que permite ao leitor, independentemente do século em que vive, conseguir identificar-se com as palavras que lê.

Shakespeare ganhou destaque na dramaturgia a partir de 1594. Nesta época de grande desenvolvimento cultural entrou para a companhia de teatro The Lord Chamberlain’s Men, onde começou a ler autores clássicos, crónicas, novelas e contos fundamentais para o seu futuro como dramaturgo.

No total, o trabalho de William Shakespeare inclui 37 peças de teatro, onde se destacam as tragédias, os dramas históricos e as comédias românticas. As suas peças são constantemente reinterpretadas por todo o mundo.

Entre os seus trabalhos mais conceituados, podemos destacar: Romeu e Julieta, publicado pela primeira vez em 1597; A Tempestade, apresentada pela primeira vez a 1 de novembro de 1611 e O Conto de Inverno, apresentada pela primeira vez a 11 de maio de 1611.

José Saramago

Saramago.jpg
Fonte: Rádio Pax

José Saramago nasceu a 16 de novembro de 1922, em Azinhaga, e morreu a 18 de junho de 2010 em Tías, Espanha. Publicou o seu primeiro livro em 1947, mas ficou 9 anos sem editar o seguinte.

Saramago trabalhou numa editora durante 12 anos e nesta exerceu funções de produção e direção literária. Para além disto, colaborava como crítico literário na revista Seara Nova. Fez parte do jornal Diário de Lisboa, onde coordenou durante cerca de um ano o suplemento cultural da publicação.

José Saramago fez parte da primeira Direção da Associação Portuguesa de Escritores e, entre 1985 e 1994, assumiu o cargo de Presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores.

Em 1998, o escritor ganhou o Prémio Nobel da Literatura, uma das distinções literárias mais importantes a nível global.

De entre os seus romances mais famosos, podemos destacar: Memorial do Convento, publicado em 1982, Ensaio Sobre a Cegueira, publicado em 1995 e O Ano da Morte de Ricardo Reis, publicado em 1984.

António Lobo Antunes

lobo-antunes.jpg
Fonte: Blogue IMS

António Lobo Antunes nasceu a 1 de setembro de 1942 em Lisboa. Durante vários anos foi médico psiquiatra e, entre 1979 e 1980, publicou os seus primeiros três livros, que o transformaram num dos autores contemporâneos mais lidos à escala nacional e internacional.

Ao longo da sua vida tem ganho diversos prémios literários, de onde se destacam: o Prémio Europeu de Literatura em 2001, o Prémio Ovidio em 2003, o Prémio Camões em 2007 e o Prémio Juan Rulfo em 2008.

A obra literária de António Lobo Antunes está traduzida para diversas línguas e recentemente foi anunciada a sua edição na conceituada coleção francesa Pléiade. Para além disto, o seu trabalho tem sido objeto de análise e interpretação de diversos estudos por todo o mundo.

Dos seus romances mais famosos, podemos destacar: As Naus, publicado pela primeira vez em 1988, Para Aquela que Está Sentada no Escuro à Minha Espera, publicado em 2016 e Até Que as Pedras se Tornem Mais Leves que a Água, publicado em 2017.

Lesley Pearse

GetResource.jpg
Fonte: Goodreads

Lesley Pearse nasceu a 24 de fevereiro de 1945 em Rochester, Reino Unido. A principal fonte de inspiração da autora é a sua própria vida, ao abordar temas como crianças indesejadas, o primeiro amor, adoção e pobreza.

Com o apoio da conceituada editora inglesa Penguin, Pearse criou o Women of Courage Award para distinguir mulheres comuns extraordinariamente corajosas.

A sua vasta obra já foi traduzida para cerca de 30 línguas, tendo vendido aproximadamente três milhões de exemplares em todo o mundo. Segundo a Midas PR Agency London, Pearse foi votada como uma das melhores autoras de bestsellers da década, num top de 100.

De entre a sua lista de romances, podemos destacar: A Promessa, publicado em 2012, Perdoa-me, publicado em 2013 e A Melodia do Amor, publicado em 1961.

Nicholas Sparks

nicholas-sparks.jpg
Fonte: Penguin India Blog Créditos: (Image Source – Entertainment Weekly)

Nicholas Sparks nasceu a 31 de dezembro de 1965 em Ohama, Estados Unidos da América. Atualmente é o autor estrangeiro que mais livros vende em Portugal por ano.

Sparks já vendeu mais 108 milhões de exemplares em todo o mundo e as suas narrativas fazem com que seja considerado um dos melhores escritores românticos do momento. Todos os livros que escreveu tornaram-se bestsellers do New York Times e estão traduzidos para cerca de 53 línguas. Dos 21 romances que escreveu nos últimos 21 anos, onze já foram adaptados ao cinema, tornando-se num grande sucesso de bilheteiras.

Para além de escritor, Nicholas Sparks contribui para o programa de Escrita Criativa da Universidade de Notre Dame em South Bend, Indiana.

Entre os seus romances mais conceituados estão: O Diário da Nossa Paixão, publicado em 1996, A Melodia do Adeus, publicado em 2009 e Uma Escolha Por Amor, publicado em 2007.

Colleen Hoover

25.jpg
Fonte: TopSeller

Colleen Hoover nasceu a 11 de dezembro de 1979 em Sulphur Springs, Texas, e é considerada uma das escritoras contemporâneas mais promissoras do momento. Os seus livros estão frequentemente na primeira posição do top de vendas do New York Times e já foram traduzidos para cerca de 30 línguas.

Colleen publicou a sua primeira obra em janeiro de 2012 e, desde então, os seus livros tornaram-se verdadeiros fenómenos da literatura juvenil mundial. Conhecida por incluir segredos, violência e mistério na sua escrita, Hoover ganhou o prémio Goodreads Choice Awards de melhor romance em 2016 e em 2017.

Dos seus romances mais famosos, podemos destacar: Amor Cruel, publicado a 5 de agosto de 2014, Isto Acaba Aqui, publicado a 2 de agosto de 2016 e Um Caso Perdido, publicado a 17 de dezembro de 2012.

Fonte da thumbnail: The Nomadic Reader, retirado de: https://nomadicreader.com/2015/12/23/books-and-resolutions-for-2016/

Artigo revisto por Rita Serra

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *