Made In ESCS,  Secções

Projeto GlobCom – As Relações Públicas Internacionais na ESCS

O Global Comunications Project é uma iniciativa de âmbito internacional, na qual participa a Escola Superior de Comunicação Social, juntamente com diversas outras universidades da área da comunicação empresarial, com o propósito de construir uma proposta de comunicação estratégica para um cliente real. A participação neste projeto tem sido vocacionada para os alunos da licenciatura de Relações Públicas e Comunicação Empresarial e é, inclusive, exclusiva em Portugal. A edição de 2015 consistia na elaboração de um plano de comunicação para a WWF (World Wide Fund for Nature) relativamente ao problema da exploração de certos recursos presentes no sudoeste asiático.

1

Figura 1 – Alunos participantes na edição de 2015

As equipas de trabalhos são compostas por cerca de 30 alunos, provenientes de 15 universidades espalhadas pelo mundo, que irão concorrer juntas na elaboração da melhor proposta de comunicação. No caso dos alunos portugueses, foram divididos em duplas e posteriormente alocados a cada uma das 8 equipas concorrentes. O verdadeiro desafio está em organizar uma equipa de trabalho com alunos que apresentam culturas, línguas e horários diferentes, de forma a construir uma proposta de comunicação coesa e completa. Também se verificaram diferenças no tipo de ensino facultado por cada uma das instituições de ensino participantes.

Cada equipa tem um team leader que está responsável pela organização das tarefas e posteriormente pela entrega da proposta em si. Existem também country leaders que se apresentam como os responsáveis em cada equipa pelo país do qual provêm. O trabalho dos alunos é acompanhado pelos mentores de cada país, que são professores provenientes de cada instituição participante. Na ESCS, essa responsabilidade coube ao professor Nuno da Silva Jorge, que semanalmente seguia o trabalho de cada equipa.

3

Figura 2 – Simpósio realizado na Malásia

Uma grande parte da experiência do projeto GlobCom é o simpósio que se realiza todos os anos, juntando as equipas participantes para a apresentação final dos trabalhos. Este ano o simpósio realizou-se na Malásia, na ilha do Bornéu. O comité organizador avaliava as propostas entregues pelas equipas antes do simpósio e as 3 melhores equipas teriam a oportunidade de apresentar os seus planos de comunicação. A decisão do vencedor final seria feita atendendo às apresentações, tal como os objetivos a ser alcançados pela proposta.

A elaboração da proposta estendeu-se ao longo de 1 semestre, em que os alunos se foram adaptando ao ritmo de trabalho de outros estudantes provenientes de diferentes nações. Foram utilizadas diversas ferramentas para poderem comunicar entre si, como vídeo chamadas e grupos de conversa específicos. A organização foi crucial para que todas as propostas fossem entregues a tempo.

4

Figura 3 – Equipa vencedora da competição da qual fez parte o aluno da ESCS, João Lourenço

As preparações para a viagem à Malásia também foram fruto da organização dos alunos participantes. A aluna Raquel Sousa, que atualmente frequenta o 3º ano da licenciatura de RPCE, participou nesta iniciativa e fala-nos que a viagem serviu para unir mais o grupo de alunos que puderam viajar, e que “houve um à vontade de certos elementos do grupo que não estava à espera”. Elogiou também a mudança de contexto que o projeto proporcionou, e que a diferença que sentiu a ajudou também a “mostrar aquilo que era e o que podia mesmo fazer.”

No geral, o projeto GlobCom serviu como uma experiência única de partilha de conhecimentos e práticas, que de outra forma dificilmente os alunos poderiam adquirir. O feedback que foi recolhido transmite-nos que foi uma experiência inesquecível, e deixam fortes recomendações à continuidade da iniciativa e também da sua dinamização. Os alunos que participarem na próxima edição podem assim aproveitar um projeto que releva a qualidade da educação na ESCS e melhor percepcionar como esta se compara favoravelmente a nível global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *