Atualidade

Queda de avião causa 75 mortes

O avião despenhou-se na madrugada de terça-feira nos arredores de Medellín, na Colômbia. A bordo seguia a equipa de futebol brasileira do Chapecoense e, entre os 81 passageiros, o acidente causou 75 mortes.
A aeronave – da companhia aérea venezuelana Lamia – ter-se-á despenhado nos arredores do aeroporto de Medellín após ter perdido contacto com a torre de controlo – foi emitido um SOS e o piloto terá aberto os tanques de combustível para evitar a explosão do veículo.
As autoridades confirmaram seis sobreviventes, entre eles três jogadores da equipa brasileira, uma assistente de bordo, um técnico e um jornalista. No entanto, um dos jogadores, entre os sobreviventes, terá sido transportado para o hospital, acabando por morrer lá.
O facto de o avião ter caído numa zona montanhosa está a dificultar os trabalhos de socorro e a polícia no local queixa-se ainda da baixa visibilidade causada pelas condições meteorológicas.
A equipa do Chapecó ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana de futebol com os colombianos do Atlético Nacional.
No decorrer da manhã, vários adeptos foram ao Estádio do Arena Conda para prestar uma última homenagem aos jogadores que morreram no acidente aéreo.
Foram várias as equipas que já mostraram a sua solidariedade e apoio perante a tragédia. “Este é um dia muito, muito triste para o futebol”, referiu Gianni Infantino, presidente da FIFA.
O Atlético Nacional de Medellín pediu que Taça Sul-Americana – prémio que iria ser disputado com a equipa brasileira – fosse entregue à Chapecoense, em homenagem às vítimas.
As causas do acidente estão sob investigação, mas são ainda desconhecidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *