Desporto

Sorteio dos quartos de final da Liga Europa: novo duelo entre portugueses

Realizou-se na sexta-feira, dia 19, em Nyon, o sorteio dos quartos de final da Liga Europa e ditou mais um encontro entre portugueses. O Granada, que conta com Rui Silva, Domingos Duarte e Domingos Quina, vai defrontar o Manchester United, onde atua Bruno Fernandes. Os outros jogos sorteados colocam frente a frente os ingleses do Arsenal e os checos do Slavia de Praga, que têm vindo a realizar uma excelente campanha. Já o Ajax vai defrontar a Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca, e, por fim, o Dínamo de Zagreb, que eliminou o Tottenham de José Mourinho, vai defrontar o Villarreal. 

Ficou conhecido também o emparelhamento das meias-finais: o vencedor da eliminatória entre Granada e Manchester United defrontará o vencedor da eliminatória entre Ajax e Roma, sendo que o vencedor da eliminatória entre Arsenal e Slavia de Praga enfrentará o vencedor da eliminatória entre Dínamo de Zagreb e Villarreal. 

Os jogos dos quartos de final realizar-se-ão nos dias 8 e 15 de abril às 20h.

A campanha europeia do Granada é uma grande surpresa para todos os adeptos de futebol. Uma equipa que disputa pela primeira vez na sua história uma competição europeia e chega aos quartos de final não é algo habitual. É uma das equipas espanholas que mais tem crescido nos últimos anos e isso observa-se nos resultados e classificações. 

Fonte: Uefa.com

O Granada é uma equipa que defende muito bem, com as linhas juntas e coesas, e, com jogadores rápidos, como Machís, e experientes, como Roberto Soldado ou Jorge Molina, consegue marcar golos com alguma facilidade. Os portugueses Rui Silva e Domingos Duarte são habituais titulares e farão de tudo para impedir que Bruno Fernandes e companhia consigam superá-los. 

O Manchester United é um claro candidato à conquista do troféu, querendo repetir a vitória de 2017 ao leme de José Mourinho. Os red devils jogam com uma intensidade bastante elevada, pressão alta e controlam o jogo com bola. É incrível o impacto que Bruno Fernandes teve na equipa, trazendo, de novo, a ambição de lutar por títulos. A equipa inglesa conta ainda com Victor Lindelöf, Alex Telles e Nemanja Matic, jogadores que passaram pelo futebol português.

Fonte: The Athletic

A primeira mão será jogada em Espanha e a segunda no emblemático Old Trafford.

Fonte: Trendsmap

Depois de eliminar o Benfica, o Arsenal terá pela frente os checos do Slavia de Praga, outra das equipas sensação da competição. 

Não estando a realizar uma boa época internamente, os comandados por Mikel Arteta procuram a conquista do troféu como passaporte para a Liga dos Campeões na próxima época. É uma equipa composta por grandes jogadores, com qualidade individual muito superior aos jogadores do Slavia. O jogo do Arsenal é muito focado na posse de bola, atrair os adversários, abrir espaços na defesa adversária e aproveitar os erros cometidos. Jogadores como Aubameyang, Lacazette ou Odegaard facilitam sempre a procura do golo. 

Já o Slavia não se renderá assim tão facilmente. São uma equipa bastante competente: defendem muito bem, linhas juntas e saem muito bem e rápido no contra-ataque. São bastante eficazes na finalização, pelo que não terão qualquer problema em fazer golos. Não têm individualidades tão fortes como o Arsenal, mas fazem-se valer pelo seu jogo coletivo. 

Não será uma eliminatória fácil para nenhuma das equipas, pelo que será uma eliminatória bastante equilibrada. O primeiro jogo será no Emirates Stadium e o segundo será no Eden Arena.

Fonte: LaRoma24

A equipa liderada por Paulo Fonseca terá pela frente um adversário bastante forte, pelo que podemos considerar que é a final antecipada, dada a qualidade das equipas. 

Depois de eliminar o Shakhtar Donetsk de Luís Castro, a Roma enfrentará o Ajax, atual campeão holandês que caiu na fase de grupos da Liga dos Campeões. A equipa da capital italiana faz jus à sua qualidade, conseguindo ser uma equipa que defende muito bem e uma equipa que ataca ainda melhor. Em destaque este ano, Lorenzo Pellegrini é uma das estrelas da equipa romana, ao lado de Edin Dzeko ou Pedro Rodríguez. Já o Ajax, sendo uma equipa que constantemente joga na Liga dos Campeões, conta com muita qualidade, nomeadamente Tadic, Antony e Gravenberch a darem um grande contributo esta época. 

Se todos os jogos forem equilibrados e imprevisíveis, este não foge à regra. Ambas as equipas adotam uma postura ofensiva, na procura do golo, privilegiando a posse de bola, a progressão em passe, o ataque posicional, sem nunca esquecer o equilíbrio defensivo.

Sem dúvida que é o jogo de cartaz destes quartos de final. A primeira mão será jogada na Amsterdam Arena e a segunda mão será no Estádio Olímpico de Roma. 

Fonte: Twitter UEFA Europe League

Após uma reviravolta brilhante e inesperada diante do Tottenham, o Dínamo vai enfrentar o Villarreal. 

O Dínamo de Zagreb tem conseguido, nos últimos anos, realizar boas prestações europeias, até mesmo na Liga dos Campeões. Estão, por isso, habituados a estas “andanças”. Os croatas têm uma equipa jovem e, grande parte, formada no clube que é a melhor formação no país. Jogadores como Bruno Petkovic, Mislav Orsic ou o guarda-redes Livakovic poderão dar esperança ao conjunto croata.

O Villarreal é uma equipa que conta com vários jogadores internacionais espanhóis, como Pau Torres, Gerard Moreno ou Dani Parejo. Comandada por Unai Emery, a formação espanhola tenciona dar continuidade à boa prestação que está a realizar. A equipa pratica um futebol ofensivo, indo ao encontro da ideia de jogo do técnico espanhol, ele que é o treinador com mais títulos da competição. Certamente quererá juntar mais um título ao seu palmarés e, desta vez, ao serviço do Villarreal. 

O primeiro encontro será no Estádio de La Cerámica e o segundo encontro será no Estádio Maksimir.

Artigo revisto por Ana Rita Sebastião

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *