Desporto

Sorteio dos quartos de final da Liga dos Campeões: Chelsea no caminho do Porto

Realizou-se, na sexta-feira, dia 19, em Nyon, o sorteio dos quartos de final da Liga dos Campeões, que ditou o encontro do Porto com os ingleses do Chelsea. Os outros jogos sorteados põem frente a frente Manchester City e Dortmund, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain e, por fim, Liverpool e Real Madrid. O emparelhamento para as meias ficou também definido: o vencedor da eliminatória entre Manchester City e Dortmund enfrentará o vencedor da eliminatória entre Bayern e PSG, enquanto que o vencedor da eliminatória entre Porto e Chelsea irá defrontar o vencedor da eliminatória entre Real Madrid e Liverpool.

Fonte: Sportslens

O Futebol Clube do Porto vai ter pela frente os londrinos do Chelsea. Os “dragões” eliminaram os italianos da Juventus e os “blues” passaram o Atlético de Madrid. O primeiro jogo realizar-se-á no dia 7, no Estádio do Dragão, e o segundo no dia 13, em Stamford Bridge, ambos às 20h. 

A equipa de Sérgio Conceição quer dar seguimento à grande prestação europeia que está a realizar e, para isso, vai ter de ultrapassar uma equipa em constante crescendo, desde a chegada do treinador alemão Thomas Tuchel. Até hoje, o Chelsea ainda não perdeu qualquer jogo sob o comando do germânico, facto que o Porto vai tentar contrariar. A continuar com a excelente atitude coletiva, concentração defensiva e pragmatismo ofensivo, os “dragões” estarão certamente mais próximos de fazer frente ao adversário, contando com as exibições de gala a que Pepe, Sérgio Oliveira, Corona e Marega nos têm habituado nesta edição da competição. Por sua vez, o Chelsea é uma equipa que gosta de controlar o jogo com posse de bola, aproveitando a largura e profundidade do campo, mas nem sempre de forma pragmática, ponto que o Porto poderá explorar. É de salientar a evolução defensiva da equipa londrina que tem concedido poucos golos desde a chegada de Tuchel

Espera-se uma eliminatória bastante equilibrada onde os pormenores poderão, e, certamente, vão fazer a diferença. 

Fonte: Observador

O primeiro encontro a ser sorteado foi o de Manchester City vs Dortmund. A primeira mão da eliminatória realizar-se-á no dia 6 de abril, no Etihad Stadium, e a segunda mão no dia 14 de abril, no Signal Iduna Park. Ambos os jogos têm início marcado para às 20h. 

Quanto ao futebol jogado, o Manchester City vem de uma série de vitórias, com a primeira posição bem consolidada na Premier League, a praticar muito bom futebol e conta com o contingente português constituído por Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva. Já o Dortmund está na luta pela conquista de um lugar que dá acesso à Champions League na próxima época. A equipa comandada por Guardiola anseia, e muito, pela conquista de um troféu europeu. Até ver, está bem encaminhada para isso, contando com a defesa menos batida da competição e com um dos ataques mais concretizadores. O Manchester City valoriza a posse de bola e constantes trocas posicionais, de forma a ter sempre os espaços bem ocupados. Isto proporciona uma grande dinâmica à equipa, conseguindo progredir no terreno de forma apoiada e criar várias oportunidades de golo. Com isto, pode atacar a defesa do Dortmund, que é uma equipa fragilizada do ponto de vista defensivo. São conhecidos por um estilo de jogo não tanto de posse, mas mais de contra-ataque. Com jogadores como Haaland, Sancho ou Reyna, jovens com muita qualidade, a equipa germânica vai tentar a sua sorte. Defender bem e atacar com eficácia será o plano de jogo do Dortmund, onde atua o português Raphael Guerreiro.

Prevê-se uma eliminatória equilibrada, mas com ligeiro favoritismo da equipa inglesa, devido à época que está a realizar, aos jogadores que tem e à ideia de jogo que apresenta. 

Fonte: Goal

Esta será, provavelmente, a eliminatória mais esperada. Escolheu o sorteio desafiar os dois finalistas da edição passada, tendo o Bayern levado a melhor, sagrando-se campeão europeu apenas com vitórias. Os atuais octocampeões germânicos e tricampeões franceses medirão forças nos dias 7 e 13 de abril, em Munique e Paris, respetivamente. 

O Bayern Munique procura revalidar o título, contando, até agora, com uma caminhada pacífica. Os desafios com o Paris Saint-Germain serão cruciais para perceber a capacidade da equipa para atingir o seu objetivo. Apesar de não ter a mesma capacidade exibicional da época passada, o Bayern, com maior ou menor dificuldade, tem conseguido vencer os jogos e até ocupa a primeira posição da Bundesliga. De todas as equipas que até hoje defrontou, o Paris Saint-Germain é, sem dúvida, a equipa mais forte, devido à qualidade do seu plantel. Conta com jogadores como Mbappé, Neymar, Di María, Keylor Navas, uma lista interminável de jogadores de topo mundial. A qualidade e ideia de jogo do Bayern depende muito do seu coletivo, não obstante da qualidade individual dos seus jogadores. Já o PSG, apesar de ter um plantel recheado de estrelas, não consegue convencer pelo seu coletivo, pelo que se faz depender da inspiração de jogadores como Mbappé e Neymar, maioritariamente. 

É sem dúvida uma eliminatória na qual não se pode fazer qualquer previsão, apenas observar e ver o que os jogos nos dão. 

Fonte: NY Times

O último jogo a ser sorteado foi o Real Madrid vs Liverpool e vão medir forças nos dias 6 e 14 de abril, em Madrid e Liverpool, respetivamente.

A eliminatória é a reedição da final da Liga dos Campeões de 2018, em Kiev, quando o Real Madrid somou o terceiro título consecutivo, algo inédito. 

Nesta época, ambas as equipas estão muito abaixo dos seus níveis dos últimos anos. Não há o espírito de campeão, a mentalidade vencedora, a qualidade dos anos passados. Atualmente, o Real Madrid ocupa a terceira posição da La Liga e o Liverpool ocupa a sexta posição da Premier League. 

Se os outros jogos são equilibrados e imprevisíveis, este não foge à regra. A consistência de jogo de uma e de outra equipa é algo que não se vê há algum tempo. Tanto podemos esperar jogos com bastantes golos, como podemos esperar jogos a zero. Um facto é que Karim Benzema tem levado a equipa do Real Madrid “às costas”, pois tem sido ele quem marca grande parte dos golos, é ele quem joga e faz jogar a equipa, é ele quem tem dado esperança aos madrilenos. Já em relação ao Liverpool, a equipa tem sido alvo de muitas lesões ao longo da época, o que não pode ser desculpa pelo gigante europeu que é, o que levou a uma inconsistência exibicional e classificativa por parte dos reds

Real Madrid e Liverpool são das equipas com mais títulos desta competição e, certamente, vão querer juntar mais um à sua coleção. 

Artigo revisto por Ana Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *