• Literatura

    Alfarrabistas: um livro já não precisa de papel?

    Francisco Pereira e Maria Albertina Ribeiro são alfarrabistas e vivem rodeados de livros amarelecidos pelo tempo. Amam o papel dos livros e olham, preocupados, para os e-books, para as grandes superfícies comerciais e para a decrescente vontade de ler das novas gerações. “As pessoas vão à Fnac à procura de um livro e não encontram. Depois vêm aqui”, conta Maria Albertina Ribeiro, que é dona do «Az do Livro» há 55 anos. Encontramo-la sentada à janela da loja, na Calçada do Duque, onde existem livros até perder de vista. Do chão ao tecto, nas quatro paredes, cada recanto tem um livro. Noutro lado da cidade, na Avenida de Roma, fica…