• Opinião

    Os empadões de Hollywood

      Gostava muito de ser ator, ou de ter a oportunidade de participar num filme, independentemente da dimensão do papel. É claro que não me importava nada de ser ator principal, desde que o enredo e a personagem me interessassem. Escusado seja dizer que também gostava de ser famoso. Gostava de ser reconhecido por alguma coisa, algo que faça bem, e não me importava que fosse por ser ator. Seremos sempre famosos aos olhos dos nossos papás e mamãs, mas nem que seja para escapar à ternurenta tormenta que essa realidade aparenta representar na cabeça de muito adolescente e jovem adulto, ambicionamos um bocado mais do que isso. Eu não…

  • Grande Reportagem

    “Silêncio que se vai falar de artistas”

    Maria Candal, Linita Marques ou Pedro Machado até podem ser nomes que, atualmente, pouco ou nada dizem a quem deles ouve falar, mas são nomes que já fizeram história. Nos dias de hoje, os três vão percorrendo os corredores daquela que é agora a sua casa, a Casa do Artista, partilhando memórias e contando histórias. [cycloneslider id=”casadosartistas1″] Confortavelmente sentada num dos sofás que embelezam a chamada sala de visitas da Casa do Artista, repleta de quadros e fotografias de várias figuras ilustres da sua época, Maria Candal conta mais uma vez a sua história. Nascida em Candal, cidade que deu origem ao seu nome artístico, Maria era conhecida pela sua…