• Opinião,  Secções

    O bully, o liceu e o “cacifo”

    Considero-me um extremista no que toca a temáticas sociais. Sou pró-gay, tanto no que se refere ao matrimónio como à adoção, e pró-aborto. Sou a favor da legalização da prostituição e da legalização, não só das drogas leves, estilo marijuana, como também das pesadas, estilo ouvir a “Baby” do Justin Bieber em repeat. Tenho aversão a figuras de autoridade e a dogmatismos religiosos. Apoio a destruição coletiva de todas as obras literárias da Margarida Rebelo Pinto, de forma a conseguir que, daqui a um par de gerações, o quociente de inteligência médio da população portuguesa suba dois ou três pontitos – purificar o gene pool. São as pequenas coisas, sabem?…