• Opinião,  Secções

    O Príncipe de Massamá

    A consciência de ser o que se é pode apenas ser quebrada pela noção de que nunca se é o que realmente se tenta ser. Pois não há a plenitude de nada, tampouco o excesso de alguma coisa. Nada é demais e tudo chega por menos do que a quantia necessária para que valesse algum esforço. Até os dias são escassos. Falta nos dias o tempo. Falta a vontade. Falta a vida. E falta acreditar. Ninguém acredita. Eu não acredito, tu não acreditas. Estamos aqui os dois numa sucessão de ideias que não nos leva a lado nenhum. Tu perdes o teu tempo, eu tento manter-te a perder tempo. Porém,…