• Literatura

    “Sete Anos no Tibete” – O tecto do mundo

    Fugiu da prisão, andou milhares de quilómetros a pé pelos Himalaias e entrou onde mais ninguém conseguiu. Foi professor e amigo de Dalai Lama e defendeu a causa tibetana como nenhum ocidental. Heinrich Harrer escreveu as histórias desses sete anos, que são a prova de que um homem é capaz de atravessar até as barreiras mais intransponíveis – físicas e, acima de tudo, espirituais. O alpinista Heinrich Harrer fugiu, em 1944, de um campo de prisioneiros britânico na Índia, na altura parte do Reino Unido. Explodia a II Guerra Mundial e todos os cidadãos de países inimigos foram capturados como prisioneiros de guerra. Depois de fugir para o Tibete, enfrentou…