• Literatura,  Secções

    És feliz. Eu sou forte.

    Destruíste-me. Obrigada. Hoje estás feliz… com ela. E eu ainda choro a dor de o sonho se ter desmoronado. Nunca acreditei em sonhos; a irrealidade transtorna-me, mas tu fizeste-me acreditar que era possível viver um sonho na vida real. Era tudo mentira. Foste a maior falácia viva da minha vida. Hoje és verdade, porque a dor e a tristeza são verdadeiras e porque o maior mentiroso do mundo acaba sempre por se revelar na mais dura verdade. As lágrimas são uma expressão de dor, mas também podem simbolizar a liberdade. Elas foram a minha companhia naqueles longos dias de tristeza e hoje ajudam-me a libertar de ti e de tudo…