• Atualidade

    Avião da Força Aérea faz voo de reconhecimento para prevenção de novos incêndios em época crítica

    A aeronave C-295 tem a capacidade de localizar novas ocorrências de incêndios e identificar reacendimentos ao longo do país. Após avisos de agravamento do risco de incêndios em Portugal, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, determinou, no dia 18 de Novembro,  a realização de um voo de reconhecimento e avaliação, com recurso a uma aeronave da Força Aérea, da área florestal ao longo do país. A monitorização, efetuada através da aeronave EADS C-295M, permite localizar novas ocorrências de incêndios e identificar possíveis reacendimentos. O Ministério Público, num comunicado enviado à Lusa, relatou que “sempre que for detetado um foco de incêndio ou pontos quentes numa área ardida (…) é efetuado…

  • Atualidade

    Comemorações do dia nacional da Espanha acabam em tragédia

    Um caça das forças armadas espanholas despenhou-se, hoje, junto a uma base militar no sul do país. O desastre, que resultou na morte do piloto, aconteceu quando o avião regressava do desfile do Dia da Hispanidade, ao qual presidiu o monarca espanhol, Filipe VI. Segundo informação divulgada pelas autoridades espanholas, o piloto não conseguiu ejetar-se da aeronave, pelo que faleceu no momento da colisão. O acidente terá ocorrido pelas 12h15, hora local, nas imediações da base aérea de Los Llanos, localizada a cerca de 300 quilómetros a sudeste de Madrid. O avião de combate foi uma de um total de 78 aeronaves que marcaram presença no cortejo aéreo realizado para…

  • Atualidade,  Informação

    Acidente com C-130 foi provocado por erro da tripulação

    O acidente com um avião C-130 na Base Aérea do Montijo, que causou três mortos, a 11 de julho, deveu-se a erro humano. Em comunicado, a Força Aérea indica que o acidente se deveu à perda de controlo do aparelho quando a tripulação tentava abortar a descolagem. Erro humano. É esta a conclusão do relatório de averiguações da Força Aérea Portuguesa sobre o desastre ocorrido a 11 de julho deste ano, na Base Aérea nº 6 do Montijo, com um avião pesado C-130, do qual resultaram três mortos e quatro feridos, um deles em estado grave. Num comunicado divulgado esta quarta-feira, a Força Aérea indica que os “procedimentos de averiguação…