• Atualidade

    Álvaro Sobrinho suspeito do desvio de quase 500 milhões de euros no caso BESA

    O Antigo administrador do Banco Espirito Santo Angola( BESA) é, segundo investigação da revista  Der Spiegel, responsável pelo desvio de 499 milhões de euros.  O buraco no banco Angolano foi determinante para a queda do império do grupo Espirito Santo. Da documentação a que a revista alemã teve acesso constam extratos bancários e e-mails que indicam diversos movimentos, como um depósito de 277 milhões de dólares em dinheiro de uma conta do BESA, cuja verba seguiu depois para outras empresas ligadas ao empresário Angolano. É, também, referido o levantamento de quase 50 milhões de dólares em numerário de uma companhia controlada por Sobrinho, e o depósito de cerca de metade…