• Desporto

    Ducati volta em força

    A época começou na disciplina rainha do motociclismo. O Grande Prémio do Qatar abriu as hostilidades para mais uma época. Na qualificação, o recorde de Jorge Lorenzo pela Yamaha em 2008 foi finalmente batido por uma mota da mesma marca, mas não por uma de oficial. O tempo mais rápido pertenceu a Johann Zarco, da Monster Yamaha Tech 3, com 1.53.680m. Na primeira fila da grelha o francês teve a companhia da Honda do campeão Marc Márquez e do italiano Danilo Petrucci da Parmac Ducati que conta com os mesmos chassis usado pelas Ducatis de fábrica. As Yamaha não demonstraram estar tão seguras como no ano passado, onde Maverik Viñales…

  • Desporto

    Os dados ditaram um vencedor: Márquez

    Quem é adepto motociclismo sabe que ao ver qualquer corrida a emoção é sempre garantida. Mais uma vez a categoria rainha do motociclismo não desiludiu. Até à última jornada, o Grande Prémio de Valência, o campeonato foi discutido entre o suspeito do costume, o espanhol, Marc Márquez, e o outsider italiano, Andrea Dovizioso. Pela primeira vez, desde os tempos da Ducati de Casey Stoner, que o fabricante italiano não estava tão próximo de ganhar um título de pilotos. Seis vitórias para cada um dos pilotos, doze pódios para Márquez e oito para Dovizioso- foram estas as estatísticas finais que deram o tetracampeonato a Márquez. Mas o campeonato não começou da…

  • Atualidade,  Informação

    Miguel Oliveira é vice-campeão mundial de Moto3

    Para ser campeão, o piloto português precisava de vencer a prova e precisava de que o britânico Danny Kent não ficasse nos 14 primeiros lugares. Mais um título a somar a tantos outros que Portugal traz para casa. Desta vez foi Miguel Oliveira que fez a proeza. O piloto português somou este domingo o sexto triunfo da temporada no Grande Prémio da Comunidade Valenciana e o terceiro consecutivo no Mundial de motociclismo de Moto3. Para conquistar o título de campeão, Miguel Oliveira precisava de ficar em primeiro lugar na prova e precisava também de que o britânico Danny Kent não ficasse nos 14 primeiros lugares. Tal não aconteceu, uma vez…