• Sem Categoria

    O medo do “não sei”

    O Homem é um mamífero que procura padrões, mesmo quando estes não existem: quando não temos uma teoria racional, contentamo-nos com a teoria da conspiração; quando vemos dois pontos e um parêntesis, vemos uma cara humana a sorrir. Aquilo que parece encaixar tem de encaixar. Recordo esta clássica experiência: uma mulher visita uma vidente com a intenção de saber aquilo que o fado lhe guarda. A psíquica diz-lhe que ela deve atentar no número 32. Nos dias seguintes, a mulher começa a reparar que encontra o algarismo em todo o lado: é o número do autocarro que apanha para o trabalho, é a idade da melhor amiga e é o…