• Opinião

    A Escada

    Esta crónica é escrita ao abrigo do novo acordo ortográfico Há algum tempo que não escrevo nada 100% pessoal. O alarme já toca, sinalizando uma necessidade de libertar algum pensamento escuro e coberto de teias de aranha que tenho neste meu sótão. Eu estou doente. Eu sou doente. Há um metafórico cancro que me consome dia após dia. Uma voz tímida na minha cabeça. Um medo rastejante. Uma paralisação. Uma pseudo agorafobia. Sem me expor gratuitamente, confirmo que padeço de males neuropsiquiátricos – um misto indefinido entre ansiedade, depressão e outras coisas fofas. Vejo todos ao meu redor a evoluir, a avançar, a trabalhar, e eu aqui fico, parado e…

  • Atualidade

    “Não me calo!”

    Oito de março é marcado internacionalmente como o Dia da Mulher. Neste dia, dezenas de portugueses (homens e mulheres) marcaram presença no Rossio numa paralisação feminista intitulada “Não me calo”. Começou a ser celebrado na viragem do século XX, mas tem origem na celebração da luta de mulheres trabalhadoras americanas do setor têxtil que, em 1857, foram reprimidas pela polícia e consequentemente mortas num incêndio numa fábrica. O Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas em 1977 e ainda hoje se continua a celebrar por todo o mundo. Numa iniciativa da plataforma argentina Ni Una Menos, dezenas de mulheres e de homens juntaram-se no dia 8 de março…