• Literatura

    Reinventar o amor literário

    Conhecem-se, apaixonam-se, fazem amor, zangam-se, fica tudo bem e são felizes para sempre. É esta a típica estrutura de uma história de amor. Nada contra. Ou melhor, tudo contra quando, ao fim de tantos anos de produção literária, ainda se continuar a ver a mesma estrutura e as mesmas frases embebidas em clichés. Chegámos a um ponto em que o “amor” precisa de ser reinventado, mas pouco vemos fazer para que isso se concretize. Os tops das livrarias continuam cheios destas histórias de amor banais e qualquer pessoa que, hoje em dia, escreva um conjunto de frases lamechas mais que repetidas e dolorosas ao ouvido humano se intitula de escritor.…