• Opinião

    Ainda está a ver, a sério que ainda está?

    Conseguiste convencer-me a estar um mês contigo. Mas, em apenas poucos dias já estava vidrada em ti. Ao final do dia, ao acordar e sempre que não tinha de sair de casa. Todos os momentos em que pudesse estar na tua companhia faziam-me querer-te mais. O mês estava a terminar, eu sabia que não te podia perder. Então, decidi fornecer os dados do meu cartão. Não é o início de uma estranha carta de amor, mas bem que poderia ser. Estou a falar de uma das melhores invenções para os amantes de séries e preguiçosos também (que não têm vontade de perder muito tempo na internet) – o famoso e…