Atualidade,  Informação

Tempo de Avançar: recuperar para apostar

Patrícia Serrano Gonçalves, do partido Livre/ Tempo de Avançar e candidata à Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Setúbal, foi a primeira convidada desta semana dedicada às eleições legislativas, numa parceria conjunta entre ESCS FM e ESCS MAGAZINE.

Os assuntos discutidos na entrevista concentraram-se em dois grandes eixos: Educação/ Ensino Superior e Ciência/investigação, áreas de acção da deputada, doutorada em Física na área de Física Experimental de Partículas.

A percentagem de 3% do PIB, proposto pela candidatura e dedicado à investigação, ciência e tecnologia, foi um dos temas mais debatidos, bem como a redução dos fundos de apoio para o investimento e desenvolvimento. Ao desconstruir esta ideia, a representante do partido esclareceu que o corte no investimento desde 2011 deve ser recuperado, com a aposta na investigação e desenvolvimento de 1% no sector público e 2% no sector privado, segundo as bandeiras do programa livre.

Acerca a crise dos refugiados, a representante do partido distinguiu duas realidades diferentes: os imigrantes ilegais e os refugiados de guerra da Síria. A vinda de alguns refugiados para Portugal tem sido bastante discutida, mas Patrícia frisa a necessidade de ajudar estes homens e mulheres em situações dramáticas, ao tentar “perceber o que se passa e ajudar o máximo possível”.

No que toca à educação, o apoio escolar foi outra das apostas do partido com a oferta de um sistema de ensino público.

Já o Ensino Superior sofre com as mais diversas questões, em particular o valor das propinas. A sua redução é um dos pontos contidos no programa, mas, por outro lado, e na opinião da entrevistada, estas acabam por ser também “uma fonte de financiamentos próprios para as faculdades”. Confrontada com os cursos que ficaram sem qualquer aluno colocado, Patrícia não acredita que a solução encontrada passe pelo fecho dos mesmos, mas sim a aposta no trabalho em rede que une várias universidades e politécnicos.

A fechar a entrevista, Patrícia confessou não estar à espera dos resultados até agora conseguidos pela Coligação Portugal à Frente. No entanto, acredita num bom resultado por parte do Partido Livre apesar da sua fraca projecção quando comparado com os principais partidos com assento parlamentar.

Para ouvires a entrevista basta acederes ao mixcloud da ESCS FM aqui: https://goo.gl/EeKaYh

IMG_7768
Patrícia Gonçalves, do Partido Livre, no estúdio da ESCS FM.
(Fotografia: número f)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *