7ª Arte

The Outsider: há dívidas que vêm por bem

The Outsider é um filme de drama e mistério lançado pela Netflix, em março de 2018. Conta a história do soldado Nick Lowell, interpretado por Jared Leto, capturado pelo Japão na II Guerra Mundial, que entra no mundo obscuro da máfia japonesa, os yakuza.

https://www.youtube.com/watch?v=-PvxQnrTOJ4

O protagonista partilha a mesma cela com um membro da família Shirotmatsu, dos yakuza. Kiyoshi, interpretado pelo ator japonês Tadanobu Asano, promete ao soldado que se ele o ajudar a escapar dali, seria o próximo. Nick não vê outra maneira de fugir e alinha, o que se tornou numa dívida que Kiyoshi quis retribuir a vida toda, acolhendo-o.

Nick não tem mais ninguém e deixa-se levar pela corrente e aos poucos passa a ser não só a sua família, mas também um estilo de vida. Embora não seja sempre fiel, ele prefere correr riscos e, depois, provar com ações que é um dos irmãos da máfia. Jared Leto, apesar de aparecer quase sempre com um ar imperturbável, tem uma presença que caracteriza a atmosfera dos cenários: provou que até calado faz um brilharete.

O clima de tensão cresce devagar e instala-se quando os Shirotmatsu disputam o porto de Osaka com os Seizu, a família rival. Ainda assim, o mais arriscado é o amor: Nick infringe as regras para conquistar a única mulher proibida.

Mas não existe muita ação ao longo do filme: as cenas de luta e as mortes são muito parecidas e aborrecidas. Ou seja, o espectador nunca fica com a sensação de perigo ou de incerteza porque existe sempre alguma previsibilidade. A banda sonora também não ajuda e mantém um ritmo quase sempre constante e, direi até, demasiado calmo. Os cenários não remetem para tempo de guerra e as cores são monótonas, perfeitamente adequadas a um mistério, e não variam para além das luzes néon das lojas de rua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *