Desporto

Djokovic vence final e faz história no Open da Austrália

Novak Djokovic venceu Rafael Nadal na grande final do Open da Austrália. Com esta vitória, o tenista sérvio passou a ser o maior vencedor da história do primeiro Grand Slam da temporada, somando agora sete títulos no torneio.

O Open da Austrália voltou a receber na final dois dos melhores tenistas de sempre. Djokovic e Nadal disputaram o primeiro grande troféu da temporada. Para chegar até aqui, os dois jogadores passaram pelos seguintes percursos:

Percurso de Djokovic até à final:

64avos-final: Djokovic 3-0 Krueger

32avos-final: Djokovic 3-0 Tsonga

16vos- final: Djokovic 3-1 Shapovalov

Oitavos de final: Djokovic 3-1 Medvedev

Quartos de final: Djokovi 1-0 Nishikori (Nishikori desistiu no segundo set)

Meias-Finais: Djokovic 3-0 Pouille

Djokovic não teve problemas em vencer os seus adversários. Nos seis jogos que realizou até à final, o jogador sérvio só perdeu um set por duas vezes. Outro dado importante tem a ver com a duração dos encontros que, raramente, ultrapassaram as duas horas e meia. Mais uma prova do domínio no court, por parte do líder do ranking ATP.

Percurso de Nadal até à final:

64avos-final: Nadal 3-0 Duckworth

32avos-final: Nadal 3-0 Ebden

16avos-final: Nadal 3-0 De Minaur

Oitavos-final: Nadal 3-0 Berdych

Quartos-final: Nadal 3-0 Tiafoe

Meias-finais:  Nadal 3-0 Tsitsipas

Tal como o seu adversário, Nadal teve um percurso impecável. Não cedeu qualquer set ao longo dos 6 jogos que realizou. Desta forma, mostrou que ia lutar com todas as forças no jogo decisivo.

Na final, todos os amantes de ténis aguardavam um jogo bastante equilibrado e onde era impossível adivinhar o vencedor, porém este cenário caiu completamente por terra. Quem assistiu ao encontro não precisou de esperar muito para que Djokovic quebrasse o primeiro jogo de serviço de Nadal. Depois de quebrar o serviço do seu adversário, Djokovic venceu o seu jogo de serviço e aumentou a vantagem para três jogos. O jogador sérvio conseguiu manter esta diferença no resultado até ao final e venceu o primeiro set por 6-3.

     Photo: Ben Solomon/Tennis Australia

O segundo set seguiu pelo mesmo caminho. Djokovic conseguiu quebrar o jogo de serviço de Nadal por duas vezes e venceu o set por 6-2.

No terceiro set, Djokovic quebrou o segundo jogo de serviço de Nadal e colocou-se mais perto de vencer o encontro.  A machadada final na partida deu-se no quinto jogo de serviço de Nadal, quando Djokovic fez o 6-3.

O jogador de 31 anos dominou a partida do início ao fim e só precisou de duas horas para vencer o seu rival. O espanhol de 32 anos revelou, desde cedo, dificuldades em contrariar o jogo de Djokovic e o nível exibicional teve muito aquém da qualidade alcançada nos jogos anteriores.

Com este triunfo Djokovic somou a sétima vitória no Open da Austrália e ultrapassou as seis vitórias de Roger Federer e Roy Emerson. Para além de se ter tornado no jogador com mais conquistas neste torneio, o tenista sérvio passou a somar 15 títulos do Grand Slam e isolou-se na terceira posição dos jogadores com mais triunfos neste tipo de torneios.

O número 1 mundial escreveu, assim, mais um dia histórico na sua carreira e justificou o porquê de ser considerado um dos melhores jogadores de sempre do ténis mundial.

              Photo: Ben Solomon/Tennis Australia

Artigo corrigido por Rita Serra

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *